PAPA FRANCISCO ANUNCIA NOVOS LÍDERES DO MUNDO ISLÂMICO PARA A IGREJA CATÓLICA - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

9 de set. de 2019

PAPA FRANCISCO ANUNCIA NOVOS LÍDERES DO MUNDO ISLÂMICO PARA A IGREJA CATÓLICA

Pope Announces New Church Leaders From Islamic World

Sacerdotes pró-migração ganham poder na igreja católica

Depois de ficar preso em um elevador devido a uma falta de energia, o Papa Francisco chegou às suas orações semanais ao Angelus.

Lá, ele anunciou 13 novos cardeais da periferia da igreja, alguns dos quais trabalharam com refugiados.

O Papa Francisco chegou atrasado para o seu culto semanal de oração no Angelus no domingo, levando fiéis preocupados a especularem que o pontífice, 82 anos, poderia ter ficado doente. Ele surpreendeu a multidão, no entanto, ao anunciar que sua chegada tardia foi devido ele ficar preso no elevador do Vaticano por quase meia hora.

Francisco então surpreendeu ainda mais a plateia ao dizer que vários dos novos cardeais que ele deveria citar seriam do mundo muçulmano e também de clérigos conhecidos por ajudar refugiados.


"Fiquei preso em um elevador por 25 minutos, houve uma queda de energia e o elevador parou, mas então os bombeiros chegaram", disse o papa.

"Vamos aplaudir os bombeiros", acrescentou, com a multidão agradecendo.

O papa então nomeou os 13 homens que ele elevará oficialmente ao status de cardeais em outubro. Vários eram de países em desenvolvimento, como Cuba, Guatemala e Congo. Mais dois vieram dos países de maioria muçulmana do Marrocos e da Indonésia. Outro é um espanhol que trabalha em diálogo inter-religioso e tem formação em estudos islâmicos.

A mudança está de acordo com o desejo de Francisco de destacar o trabalho daqueles que estão na periferia ao alcance da Igreja.

“A procedência deles expressa a vocação missionária da Igreja de continuar a anunciar o amor misericordioso de Deus a todos os homens na Terra”, disse Francisco.

Os outros novos cardeais incluem o padre jesuíta tcheco-canadense Michael Czerny, que já trabalhou em ecologia e justiça social, e agora é responsável pelas migrações e refugiados no Vaticano, e Matteo Zuppi, atual arcebispo de Bolonha, que esteve anteriormente com a comunidade de caridade Sant'Egidio, em Roma, conhecida por seu trabalho com desabrigados e refugiados.

Os cardeais estão entre os líderes mais poderosos da igreja e são o único clero susceptível para eleger um novo papa.



Nenhum comentário:

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site