PODEMOS ANUNCIAR O PLANO DE PAZ PARA O ORIENTE MÉDIO ANTES DAS ELEIÇÕES EM ISRAEL, DIZ TRUMP - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

26 de ago. de 2019

PODEMOS ANUNCIAR O PLANO DE PAZ PARA O ORIENTE MÉDIO ANTES DAS ELEIÇÕES EM ISRAEL, DIZ TRUMP

Resultado de imagem para trump jared

O Presidente Donald Trump sugeriu nesta segunda-feira que sua administração poderia anunciar o tão aguardado plano de paz para o Oriente Médio, apelidado de "Acordo do Século", antes da próxima eleição de Israel para o Knesset, prevista para 17 de setembro.

Falando na conferência do G-7 em Biarritz, França, o Presidente Trump disse que pode divulgar o plano antes da 22ª eleição do Knesset em Israel, que deve acontecer apenas alguns meses após a 21ª eleição em abril.

Os EUA já haviam se comprometido a adiar a publicação do plano até a eleição de abril de Israel e a formação de um novo governo.

No entanto, nesta segunda-feira, o Presidente Trump parecia pronto para divulgar o plano antes da segunda eleição de Israel em 2019.

"Eu acho que você pode ver qual é o acordo antes da eleição", disse Trump.

O presidente também expressou otimismo de que a Autoridade Palestina retornará à mesa de negociações, apesar dos votos da Autoridade Palestina de não aceitar o plano de paz apoiado pelos EUA.

"Mas acho que um acordo vai acontecer. Mas todo mundo diz que esse é um acordo que não pode ser feito. Eles sempre se referem a esse acordo – Israel e os palestinos; há um tremendo ódio por muitas e muitas décadas. E todo mundo diz que é um acordo que não pode ser feito. Então vamos ver se podemos fazer isso”.

Trump disse que a Autoridade Palestina se uniria às negociações intermediadas pelos EUA para receber financiamento dos EUA.

"Acho que os palestinos estão interessados em conseguir dinheiro dos EUA novamente e assinar um acordo", disse Trump na conferência do G-7.

"Acredito que Israel também está interessado em um acordo de paz."

Os EUA já lançaram a parte econômica de seu acordo de paz em um workshop no Bahrein em junho.

No entanto, a parte política do acordo, continua sendo um segredo bem guardado, com apenas um punhado de altos funcionários dos EUA, incluindo o enviado Jason Greenblatt e o conselheiro da Casa Branca, Jared Kushner, a par de todo o plano de paz.

Com informações Arutz Sheva - Israel National News




Nenhum comentário:

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site