AUTORIDADES DESTROEM IGREJA, ESPANCAM FIÉIS E ENTERRAM BÍBLIAS NA CHINA - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

18 de abr de 2019

AUTORIDADES DESTROEM IGREJA, ESPANCAM FIÉIS E ENTERRAM BÍBLIAS NA CHINA

As autoridades bloquearam a entrada da Igreja True Jesus com terra depois de a terem tomado a força. (Foto: Reprodução/Bitter Winter)

Oficiais e policiais anti-motim do condado de Zhecheng, liderados pelo vice-governador, junto com policiais à paisana, chegaram à Igreja de True Jesus na cidade de Anping, sob a jurisdição de Shangqiu, na região central da China.

O grupo estava em 60 veículos e bloqueou as interseções que levam à igreja. As autoridades alegaram que a congregação estava em contato com países estrangeiros, o que a tornava ilegal e, portanto, deveria ser fechada.

Para impedir que as autoridades invadissem a igreja, mais de 60 crentes - que vigiam o local há mais de três meses - usaram bancos para barricar a entrada. Incapazes de entrar, os oficiais ordenaram que mais de 100 policiais à paisana derrubassem a cerca de arame que protegia o prédio e invadissem o local.

“Assim que eles entraram na igreja, quebraram a caixa de ofertas e embolsaram o dinheiro, que totalizou milhares de RMB (Renminbi, moeda oficial da China). Eles também nos questionaram sobre onde todo o dinheiro da nossa igreja era mantido”, disse um membro da congregação.

O crente acrescentou que, incapazes de encontrar o dinheiro, os oficiais ordenaram que policiais à paisana removessem as câmeras de vigilância dentro da igreja e depois atacassem violentamente os crentes. Quinze pessoas foram espancadas e lançadas ao chão, onde gemiam de dor.

Violência

De acordo com uma testemunha, uma cristã de 60 anos, ao ouvir as autoridades instruindo os policiais a vandalizar e invadir a igreja, tentou esmagar a cabeça contra um carro da polícia como forma de protesto. Vários policiais a agarraram e a espancaram.

Outra mulher de 50 e poucos anos correu para ajudá-la, mas também foi violentamente atacada e teve duas costelas quebradas. Alguns policiais deram um tapa no rosto de um crente paralítico de 70 anos e espancaram brutalmente vários outros crentes, fazendo-os perder a consciência por mais de meia hora.

Alguns crentes e espectadores tiraram fotos e vídeos da cena. Com medo de que suas atrocidades fossem expostas, os policiais confiscaram os aparelhos celulares.

Depois de atacar os crentes com violência, a polícia cavou um buraco e enterrou as Bíblias e hinários que haviam confiscado e retirado quase tudo da igreja, incluindo um grande portão de ferro, 13 aparelhos de ar condicionado, alto-falantes, máquinas de lavar, um computador, um piano no valor de 30.000 RMB (cerca de US $ 4.280) e outros itens. A polícia levou o diretor da igreja que foi detido por 15 dias.

Um morador local revelou que a construção da igreja, cobrindo uma área de mais cerca de 40.000 metros quadrados, foi concluída em julho de 2018. Foi construída com os fundos recolhidos pelos crentes por mais de dois milhões de RMB (cerca de US $ 300.000).

Eles alegam que a acusação do governo de que a igreja estava em contato com países estrangeiros era apenas uma desculpa para eles assumirem a igreja e convertê-la em uma casa de repouso no futuro. Por enquanto, as autoridades bloquearam a entrada da igreja com terra. O chão de concreto no pátio foi completamente destruído. Os prejuízos pela destruição da igreja ainda não foram contabilizados.



Nenhum comentário:

Popular