Últimas

GOVERNO DOS EUA PEGO IMPONDO MEDITAÇÃO BUDISTA EM CRIANÇAS DE PRÉ-ESCOLA

O governo dos EUA foi pego em flagrante tentando impor um programa de meditação baseado no budismo em crianças de pré-escola, e o Centro Americano de Direito e Justiça (CADJ) está exigindo que o público receba detalhes.


Representantes do CADJ participaram de uma reunião de diretoria escolar no Colorado onde a doutrinação estava sendo implementada.

O CADJ argumentou que o programa “Explorador Interior,” imposto aos alunos do ensino fundamental, viola a Cláusula do Estabelecimento da Constituição dos EUA.

Isso porque o programa “orienta os alunos através de vários princípios budistas, conforme definido pela ONU. Por exemplo, a prática de Prajna é promover ‘discernimento, insight, sabedoria e iluminação. Esse é o verdadeiro coração do budismo. A sabedoria aparecerá se sua mente for pura e calma.’ Dentro do Explorador Interior, as crianças são orientadas a seguir uma prática semelhante.”
O CADJ disse que verbas do governo dos EUA foram concedidas para implementar tais ensinamentos religiosos às crianças de pré-escola.

O CADJ respondeu imediatamente com uma requisição da Lei de Liberdade de Informações para obter mais detalhes.

O CADJ quer descobrir do Ministério da Educação quantas verbas foram concedidas para os programas “e como justifica o uso de dólares dos cidadãos que pagam impostos ao governo federal para implementá-los.”

Essas informações “educarão o público americano sobre os gastos do governo dos EUA com os dólares dos cidadãos americanos que pagam impostos para realizar experimentos sociais baseados em budismo em crianças.”

Uma verba que se tornou pública é uma alocação de US$ 3,3 para a Universidade Estadual de Portland para um programa DespertarMental, “um programa de aprendizado emocional baseado em plena atenção budista a ser implementado em crianças em idade pré-escolar em 120 escolas em Oregon.”

O CADJ disse que o professor de psicologia da Universidade Estadual de Portland, Andrew Mashburn, “especializou-se em testar programas para promover a prontidão escolar e já examinou o programa DespertarMental para a Fundação Gates.”

“Ele ganhou o grande financiamento de cinco anos do Instituto de Ciências da Educação do Ministério da Educação dos Estados Unidos para administrar o programa em 120 salas de aula nos municípios de Multnomah, Washington e Clackamas e avaliar se funciona, disseram funcionários da universidade na terça-feira.”

O CADJ comentou que tais programas, sob vários nomes, não são exclusivos do Oregon.

“Aprendemos que ainda mais contratos do governo dos EUA foram concedidos para impulsionar esses programas. Por exemplo, em 2014, US$ 1,5 milhão foram concedidos à Universidade de Wisconsin para um estudo de três anos a ser realizado em escolas públicas de ensino fundamental em um distrito escolar urbano em Wisconsin, com uma amostra de aproximadamente 20 a 30 professores e 400 alunos de salas de aula da quarta e quinta séries,” disse o grupo.

O CADJ disse que os pais alegam que se seus filhos se recusarem a participar de até três meditações por dia, “as crianças são forçadas a se sentar fora de sua sala de aula, como punição.”

“Esses programas são inegavelmente religiosos,” disse o CADJ. “Por exemplo, os professores reproduzem gravações de áudio para as crianças dizendo: ‘Estamos todos conectados por meio da natureza. E todos nós estamos conectados através do universo.’ As gravações os orientam como limpar suas mentes, observar suas memórias e emoções flutuando sobre as nuvens e se conectar com o universo.”





Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): Feds caught pushing Buddhist-based meditation on preschoolers

Nenhum comentário