Últimas

FARSA DA MIGRAÇÃO: ONG ENSINA MIGRANTES A ENGANAR GUARDAS NA FRONTEIRA

NGO exposed teaching migrants how to trick ‘f***ing stupid’ EU border guards

"Eu digo a eles que isso é atuação, tudo isso é atuação... para eles atravessarem, eles devem fazer sua parte no teatro."


Um grupo que ajudou mais de 15.000 refugiados e migrantes a entrar na Europa foi filmado admitindo que sistematicamente treinava pessoas em busca de asilo para explorar entrevistas de triagem fingindo trauma e perseguição.

Ariel Ricker, diretora executiva da Advocates Abroad, uma grande ONG sem fins lucrativos que presta assistência jurídica a imigrantes, foi flagrada discutindo abertamente como ensina refugiados a mentir para agentes de fronteira. O vídeo foi lançado pela ativista de direita canadense, autora e personalidade da internet, Lauren Southern, e fará parte de seu novo projeto de documentário 'Borderless', sobre a crise migratória na Europa.

Em seu site, a Advocates Abroad afirma ter ajudado 15 mil migrantes a atravessarem a fronteira grega e mais 2.500 fora da Grécia. A organização é enorme, recebendo voluntários das principais universidades e foi até apresentada em um documentário da International Bar Association.

Na filmagem, Ricker descreve como a organização oferece sessões de treinamento para migrantes que buscam entrar na Europa, nas quais eles são ensinados a atuar durante entrevistas com agentes de fronteira:

"Eu digo a eles que isso é atuação, tudo isso é atuação... para eles atravessarem, eles devem fazer sua parte no teatro."

Ela também pede para que o pessoal do EASO (European Asylum Support Office) encarregue-se da triagem dos imigrantes de forma "estúpida" , e descreve uma fórmula que a organização criou para explorá-los em entrevistas de triagem.

Um dos métodos que ela ensina aos migrantes é explorar as supostas simpatias cristãs da Grécia predominantemente ortodoxa, fingindo terem sido perseguidos por serem cristãos. Ela até descreve como orar durante as entrevistas, ironicamente, porque isso reflete “ honestidade."

No início, a organização respondeu ao lançamento inicial do vídeo, twittando:




Desde então, no entanto, a página do Twitter e do Facebook do grupo, com mais de 140.000 seguidores, foi excluída na sequência das revelações.

A organização, que foi fundada em 2016, ajudou a migração para uma Grécia sem dinheiro, que estava lutando para se recuperar de sua crise de longo prazo com a dívida do governo. A maioria dos migrantes em busca de entrada na Europa vem pela Grécia, com as chegadas atingindo o auge 2015.

Ironicamente, algumas das vítimas reais das táticas da ONG são os próprios refugiados - os verdadeiros refugiados que foram forçados a competir com candidatos falsos treinados para enganar o sistema. A "escola de atuação" de Ricker até mesmo instruiu seus alunos a fingirem as emoções dos sobreviventes de traumas, aparentemente sem pensar nos que buscam refúgio que não precisam fingir estar sofrendo de um trauma.

Nos últimos anos, os campos migrantes da Grécia tornaram-se perigosamente superlotados, resultando em violência e doenças que a ONU descreveu como tendo atingido o ponto de ebulição. Mas a Advocates Abroad não é responsável por manter os campos de refugiados, seu único trabalho é levar as pessoas até a fronteira.

A Southern alega que o ACNUR já respondeu às gravações dizendo que está "chocado com esses relatórios" , e que a reação nas mídias sociais tem sido compreensivelmente forte.





Via: https://www.infowars.com/ngo-exposed-teaching-migrants-how-to-trick-fing-stupid-eu-border-guards/ e http://www.anovaordemmundial.com/
Postar um comentário