Últimas

PESTICIDAS ESTÃO DEIXANDO AS CRIANÇAS BURRAS: PRODUTOS QUÍMICOS DEMONSTRARAM REDUZIR O QI

Image: Pesticides making America STUPID: Agricultural chemicals found to lower the IQ of children

Se você está esperando um bebê ou pensando em começar uma família em breve, você provavelmente está lendo sobre como dar ao seu filho o melhor começo de vida. Você provavelmente não sonharia em acender um cigarro ou ficar bêbada enquanto está grávida, mas você poderia muito bem estar fazendo algo que pode ser muito prejudicial para o feto se você estiver sendo exposta a pesticidas.

Este não é um aviso que se aplica apenas aos trabalhadores agrícolas; 33 milhões de libras de pesticidas organofosforados foram usados ​​nos EUA somente em 2007, colocando inúmeras pessoas em risco.

Três estudos que examinaram crianças de diferentes origens chegaram à mesma conclusão: a exposição pré-natal a estes pesticidas pode ter um efeito adverso significativo a longo prazo na saúde do cérebro da criança, e não importa se a exposição veio de colheitas ou de produtos para matar baratas. Também não estamos falando de uma pequena diferença; a exposição reduziu o QI das crianças em até sete pontos!


Nos dois estudos realizados em Nova York, crianças entre 6 e 9 anos que nasceram de mães expostas ao clorpirifós observaram quedas de 2,8 por cento na memória de trabalho e 1,4 por cento em quedas de cada aumento de exposição. Isso significa que o efeito é linear; aqueles que tinham níveis mais altos de exposição experimentaram mais efeitos negativos na cognição. É uma queda que pode causar sérios problemas em matemática e leitura.

Outro estudo, este realizado na Califórnia, analisou 300 crianças que viviam nas comunidades agrícolas do condado de Monterey, onde os organofosforados eram pulverizados nas plantações e a deriva do vento tornava a exposição ainda pior. Suas mães foram estudadas durante a gravidez para avaliar os metabólitos de organofosfato em seus sistemas para determinar sua exposição. Seus filhos foram submetidos a testes durante a infância, que incluíram testes de inteligência.

Os pesquisadores neste estudo descobriram que para cada aumento de 10 vezes em organofosforados detectados durante a gravidez, as crianças tiveram uma diminuição de 5,5 pontos no seu escore de QI. Mais uma vez, o grau de exposição da mãe influenciou a extensão do dano. As descobertas se confirmaram mesmo depois que os pesquisadores fizeram ajustes para fatores como renda familiar, exposição a outros poluentes e níveis de escolaridade materna.

Um estudo que fez parte de uma revisão do Parlamento Europeu estimou que 13 milhões de pontos de QI são perdidos a cada ano por causa do uso de pesticidas, um número que o relatório acredita ser realmente subestimado. É difícil quantificar esses efeitos, mas está claro que isso é algo que todos devem evitar.

Comer alimentos orgânicos é essencial durante a gravidez

Não devemos nos surpreender com essa descoberta. Afinal, os organofosforados foram primeiramente desenvolvidos para serem agentes nervosos, então é natural que eles tenham um efeito tão grande no cérebro. Eles são tão perigosos que alguns deles foram proibidos para uso residencial, mas ainda são amplamente utilizados em agriculturas cultivadas convencionalmente, como nozes, frutas vermelhas, frutas cítricas, uvas e brócolis.

As mulheres grávidas já têm muito o que se preocupar, mas isso é algo que merece tanta atenção quanto outros perigos potenciais para o feto. Você pode já ter começado a usar material de limpeza natural e parou de trocar a caixa de areia de seu gato, mas não ignore a importância de evitar o máximo de exposição a pesticidas e procure também os produtos caseiros de controle de pragas. Mude para alimentos orgânicos se você ainda não fez, e certifique-se de comer uma dieta saudável, bem equilibrada para a sua saúde, bem como a do seu filho.






Via: https://www.naturalnews.com/2018-06-10-pesticides-stupid-agricultural-chemicals-lower-iq-of-children.html e http://www.anovaordemmundial.com/
Postar um comentário