Últimas

MESMO APÓS TENTATIVA DE ASSASSINATO, PETISTAS DEBOCHAM DE BOLSONARO; CIRURGIÃO ACABA COM NARRATIVA ESQUERDISTA SOBRE AUSÊNCIA DE SANGUE NA FACA

Resultado de imagem para atentado bolsonaro

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, foi esfaqueado durante comício na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (6).

Apesar das imagens chocantes e os preocupantes relatos dos médicos que trataram de Bolsonaro, uma parte dos petistas estão espalhando uma teoria da conspiração sobre o atentado.

Eles dizem que Jair Bolsonaro não foi atingido por um faca, que tudo não passou de uma grande encenação visando a vitória na eleição presidencial.

De acordo com estes radicais de esquerda, a grande farsa de Bolsonaro já conta com participação da Santa Casa de Juiz de Fora, do Hospital Sírio-Libanês, do Hospital Israelita Albert Einstein, das polícias de SP e JF, emissoras da grande mídia, Polícia Federal, centenas de testemunhas, e muito mais.

Segundo informações de O Antagonista, o petista Luiz Marinho também insinuou que o atentado foi forjado. Ele comentou:


Achei estranho não ver sangue nenhum.

Nivaldo Orlandi, do PCO, seguiu a mesma linha:

Ninguém viu sangue nenhum. Vimos um grande chororô da imprensa, das lideranças ditas democratas. Agora, esse anjinho fascista, será que merece nossa solidariedade?

-----

Muitas pessoas que assistiram às imagens do atentado ao candidato à Presidência, Jair Bolsonaro (PSL), compartilhadas na internet na tarde de quinta-feira (6), levantaram uma questão: por que não é possível ver sangue no corpo do político após a facada?

O cirurgião André Ibrahim David, coordenador do Núcleo de Gastroenterologia do Hospital Samaritano de São Paulo, buscou resolver esta dúvida.

De acordo com o médico, no momento exato que uma facada é dada, o sangue somente irá aparecer se o objeto conseguir perfurar um vaso grande, e nesse caso, as chances do candidato ter chegado vivo ao hospital seriam pequenas.

O médico explica:

Por ter perfurado o intestino grosso e o delgado, que são órgãos que não têm tanto sangue como outros, é normal que não tenha sido possível enxergar o líquido vermelho. Além disso, a facada geralmente faz um orifício pequeno na barriga, e o paciente ficando deitado, o sangue pode ir para trás, impedindo a exteriorização e visibilidade.

Essa informação de Ibrahim vem ao encontro da entrevista coletiva dada pelo cirurgião Luiz Henrique Borsato, que participou a operação de Bolsonaro. Ele afirmou que o presidenciável chegou ao hospital com “uma volumosa hemorragia interna”.



Via https://renovamidia.com.br
Postar um comentário