Últimas

WHATSAPP TAMBÉM COMEÇA A CENSURAR QUEM NÃO SE ALINHA À ESQUERDA

Resultado de imagem para whatsapp censorship

Dois candidatos a deputado do Partido NOVO tiveram suas listas de transmissão banidas do WhatsApp, empresa ligada ao Facebook.

Os candidatos reuniram voluntariamente mais de 30 mil contatos. Poit produz vídeos há um ano e oito meses e usava a lista para distribui-los. Sua página no Facebook reúne mais de 260 mil seguidores. A de Daniel Jose reúne mais de 85 mil seguidores.

A alegação da empresa é a violação dos termos de uso, negada pelos candidatos. Em sua página, Daniel Jose alega: “Nos foi comunicado uma série de denúncias em um dia que nem havíamos mandado uma mensagem”. Reitera que foi muito estranho acontecer a dois dias do início da campanha eleitoral.

Ambos os candidatos incomodam a esquerda com vídeos abordando Segurança Pública, Privilégios, a (In) Justiça brasileira, Censura, Caos na Venezuela, Desconfiança nas urnas eletrônicas entre outros.

Vinícius Poit considera que pode ter havido denúncias ensaiadas com o objetivo de sabotar sua lista de transmissão.

Enfatiza, porém, em sua página: “Quando uma empresa gigante de tecnologia, como o WhatsApp, começa a implementar BUROCRACIA & CENSURA típicas de governos tiranos, a democracia sofre e a renovação política fica quase impossível…”

Não é de se surpreender. Na página de Termos de Uso do WhatsApp, em Atualizações Importantes, encontramos:

“O WhatsApp agora, faz parte da família de empresas do Facebook. Nossa Política de Privacidade explica como estamos trabalhando juntos para melhorar nossos serviços e ofertas.”




Via https://www.tercalivre.com.br/whatsapp-inicia-censura-contra-quem-nao-se-alinha-eleitoralmente-a-esquerda/
Postar um comentário