Últimas

NETFLIX IRÁ ESTREAR O 'SUPER DRAGS', PRIMEIRO DESENHO ANIMADO LGBT PRODUZIDO NO BRASIL; MOVIMENTO CONSERVADOR AMERICANO FAZ PETIÇÃO CONTRA EXIBIÇÃO

Imagem relacionada

A Christian Film and Television Commission (Comissão Cristã de Filmes e Televisão) iniciou uma petição online para impedir que a Netflix exiba a série brasileira de animação Super Drags. Eles alegam que a produção quer “forçar uma agenda LGBT politicamente correta”.

Atualmente, o documento conta com mais de 20 mil assinaturas, mas a Netflix não se manifestou e supostamente não estaria preocupada com a repercussão do movimento conservador. Um trecho diz que o programa é "impulsionado por uma agenda LGBT 'politicamente correta' e é repleto de insinuações sexuais que são inadequadas para o público jovem".



"Encorajada pelo 'orgulho gay', a Netflix está lançando um programa voltado para crianças, onde homossexualidade e travestismo são o ponto focal", continua a petição.

Vale lembrar que Super Drags, assim como Big Mouth e Rick and Morty, é tida como uma animação direcionada ao público adulto da Netflix.


Super Drags traz as aventuras de três jovens com uma vida super normal... durante o dia, Patrick, Donny e Ramon trabalham em uma loja de departamento, onde lidam com clientes irritantes e um chefe exigente. À noite, eles liberam suas divas internas para se tornar Lemon Chiffon, Safira Cian e Scarlet Carmesim: três incrivelmente fabulosas Super Drags que foram recrutadas para reunir a comunidade LGBT e espalhar purpurina no mundo.

Não é a primeira vez que a Comissão tem problemas com a cultura pop. Outras petições iniciadas pelo grupo incluem "Diga a GQ que peça desculpas por listar a Bíblia como um dos livros mais superestimados de todos os tempos", "Sandra Bullock: não protagonize filmes pró-aborto" e "Impeça o lançamento da história de amor pedófila Me Chame Pelo Seu Nome".
Postar um comentário