Últimas

CRISTÃO CANADENSE ENFRENTA PRISÃO POR EXPRESSAR SUA CRENÇA EM EVENTO DE ORGULHO GAY

Dois anos atrás, Bill Whatcott, de 51 anos, do Canadá, distribuiu panfletos em um evento de orgulho gay que delineava o plano de salvação através de Jesus.

Bill Whatcott

Segundo o site Federalist, os panfletos que ele distribuiu também diziam que a homossexualidade está ligada a doenças sexualmente transmissíveis, inclusive o HPV do reto.
Na semana passada, Whatcott foi preso por suas ações.

Seu crime? “Promoção deliberada de ódio contra um grupo identificável, ou seja, a comunidade gay,” diz um comunicado de imprensa do Serviço de Polícia de Toronto.

A declaração continua dizendo que Whatcott, “distribuiu material anti-gay que promoveu o ódio contra a comunidade gay.”

Um vídeo do YouTube mostra apoiadores cercando Whatcott em oração na delegacia de polícia onde ele se entregou.

“Não deveria ser crime expressar a própria opinião sobre uma parada de orgulho homossexual,” diz Whatcott no vídeo enquanto usava uma camisa com o versículo bíblico “O Orgulho Vai Antes da Destruição,” tirado de Provérbios 16:18.

“O que Satanás quis para o mal, Deus fará dar meia-volta para o bem,” gritou um apoiador.

Desde sua prisão, Whatcott diz que foi demitido de seu emprego e compartilha seu testemunho no Facebook. Ele diz que, enquanto na prisão, ele teve às vezes negada comida e medicação para uma infecção ocular.

“Eu acho que com a recusa de medicamentos, há alguma responsabilidade direta com a enfermeira da detenção,” diz Whatcott em um vídeo do Facebook Live. “Então fui ao Centro de Detenção Calgary na noite de sábado e ela poderia fornecer meus colírios, que haviam vindo comigo. Ela simplesmente se recusou.”

“Ela acabou de dizer: ‘Não vou te dar nada hoje de noite.’ Foi como ‘Vá para sua cela e esqueça,’” disse Whatcott.

Ele acrescentou: “Um policial me levou para o hospital nas primeiras horas da manhã, acho que foi da sexta à noite para sábado de manhã. Esse cara foi muito abusivo. Eu disse a ele que eu tinha uma infecção ocular. Ele disse ‘oh olha, você tem muitas infecções. Eles têm uma clínica de DSTs onde podemos limpar você.’ Apenas um comentário muito ignorante e infundado. E essa também era sua atitude no hospital, meio que abusiva, dizendo à equipe na emergência que eu era um criminoso de ódio. Não foi uma coisa boa.”

Enquanto isso, o comentarista conservador Ben Shapiro comentou o caso Whatcott, chamando-o de “fascismo.”

Whatcott foi libertado sob fiança depois de concordar em remover os panfletos de seu site. Ele é esperado no tribunal de Toronto em 23 de julho e, se for condenado, poderá pegar até dois anos de prisão.






Via http://juliosevero.blogspot.com/
Postar um comentário