Últimas

ADOLESCENTE TEM AS PERNAS PARALISADAS APÓS RECEBER A VACINA PRESCRITA PELA FACULDADE

Teen's Legs Paralyzed After Receiving College-Mandated Vaccine

Jaire Pritchett questiona os médicos depois de sofrer reação adversa temporária aterrorizante

Um adolescente de Delaware se preparando para ir para a faculdade levou um susto quando perdeu a sensação nas pernas após uma vacina.

A família de Jaire Pritchett pediu orações durante o fim de semana quando suas pernas ficaram paralisadas depois de receber uma imunização exigida de sua faculdade para estudantes que moram no campus.

O pai de Jaire, Greg, postou atualizações sobre a condição de seu filho no Facebook.


“Preciso de suas orações pelo meu filho Jaire Pritchett que está no pronto-socorro depois de receber a imunização. Ele foi informado de que era necessário antes de começar a faculdade. Agora ele não consegue sentir as pernas e não consegue andar. #prayers, escreveu Greg.

Em um post de acompanhamento, o pai em questão, que trabalha como instrutor de artes marciais, teve o prazer de informar que seu filho estava se saindo muito melhor depois de ter sido hospitalizado por várias horas.


Embora tenha omitido o nome do colégio, Greg depois explicou que Jaire havia recebido a vacina contra a meningite B da Trumenba, da Pfizer, que ele dizia ser "obrigatória por sua faculdade".


Greg indica que os médicos tiveram que retirar a vacina do sistema de Jaire devido à sua reação adversa grave, e diz que a mãe de Jaire se recusou a permitir que seu filho tomasse a segunda dose recomendada da vacina.

“Depois de 24 horas ele não sentia as pernas e não conseguia andar. Agora ele é capaz de se levantar e andar e tem plena sensação”, escreveu Greg Pritchett no Facebook no domingo. “Os médicos tiveram que retirar a vacina do corpo. Muito obrigado por todas as ligações e mensagens e, principalmente, por todas as orações.”

Em uma atualização do Facebook no domingo, Jaire a chamou de uma das experiências mais assustadoras de sua vida e alegou ter ouvido de outras pessoas que tinham experimentado a mesma coisa:


“Uma das coisas mais assustadoras que eu enfrentei mas eu estou bem agora deitado na cama descansando. Eu agradeço a todos que fizeram uma prece por mim 🙏🏽e isso não aconteceu apenas comigo. Algumas pessoas que me disseram que tomaram aquela nova vacina e a mesma coisa aconteceu com eles. Os médicos acham que descobrem tudo e que conhecem todo mundo, mas a única coisa que você não sabe é o que ocorre dentro do corpo de uma pessoa e como ela está se sentindo, mas sou abençoado por poder andar de novo."

Embora dores de cabeça, náuseas, fadiga e desmaios são listados como possíveis efeitos colaterais da na bula da vacina Trumenba, a paralisia não foi listada como uma reação adversa em ensaios clínicos. A inserção, no entanto, indica que 269 de 15.227 indivíduos de teste (1,8%) experimentaram “eventos adversos sérios”, mas não detalham quais foram esses efeitos colaterais.

Os Pritchetts não responderam ao pedido do site Infowars para comentários no momento da publicação.

Como sempre, a história de Jaire deveria alertar os pais para que conduzissem suas próprias pesquisas, em vez de seguir cegamente as ordens dos administradores escolares e dos profissionais de saúde.








Via: https://www.infowars.com/teens-legs-paralyzed-after-receiving-college-mandated-vaccine/ http://www.anovaordemmundial.com

Postar um comentário