Últimas

VULCÃO FUEGO, NA GUATEMALA, TEM NOVA ERUPÇÃO; CAUSANDO 73 MORTOS. VÍTIMAS FORAM PETRIFICADAS COMO NO VULCÃO VESÚVIO

Resultado de imagem para vulcão guatemala

O Vulcão de Fogo, na Guatemala, cuja erupção do último domingo (3) deixou 73 mortos, teve um aumento da atividade e uma nova explosão nesta terça-feira (5), forçando o esvaziamento de vilarejos próximos.

Segundo a Coordenação para a Redução de Desastres, há o temor de que novos fluxos piroclásticos, em que se misturam lama, água, paus e pedras em meio a gases vulcânicos com temperaturas superiores a 700°C, voltem a descer e atingir áreas próximas.

Foram avalanches desse tipo que destruíram El Rodeo e San Miguel Los Lotes, onde estava a maioria das vítimas e dos quais saíram os 2.600 desabrigados. A nova explosão também interrompeu a busca por desaparecidos.

Houve pânico também na cidade de Escuintla, a 20 km da montanha, quando moradores correram para seus carros para abandonar a região. Foi emitido um novo alerta de tráfego aéreo para o país devido às cinzas.

A erupção de domingo foi a mais grave nos últimos 40 anos na Guatemala. O país tem outros dois vulcões ativos: o Santiaguito, no oeste, e o Pacaya, a 20 km da Cidade da Guatemala. O Vulcão de Fogo fica a 40 km da capital.

As equipes de resgate, reforçadas por militares, policiais e bombeiros, deverão continuar trabalhando na região nos próximos dias, apesar de as autoridades admitirem ser difícil encontrar sobreviventes a partir desta terça.

---



Pelo menos 65 pessoas morreram na Guatemala depois da erupção do Vulcão de Fogo, que ocorreu na tarde deste domingo. O povoado de El Rodeo de Escuintla, no sul do país, foi sepultado pela lava e lama fervente. Enquanto isso, os moradores do Havaí estão aliviados ao notarem que a erupção do Kilauea, que começou no mês passado e segue ativo, não trouxe danos muito maiores do que a lenta destruição de estruturas físicas. Como duas grandes erupções causaram consequências tão diferentes uma da outra? A ciência explica.

O havaiano Kilauea é um vulcão do tipo escudo. Ele tem esse nome porque seu formato de “montanha arredondada” lembra o de um escudo deitado. Vulcões desse tipo só costumam expelir fluxos de lava fluidos. É uma lava pouco viscosa, mais “líquida”, e que vai escorrendo gradualmente, alcançando grandes distâncias. O magma desse vulcão também magma era bastante líquido, não acumulava gases. Ou seja: no geral, a erupção de Kilaueua é um processo lento.

Já o Fogo é um estratovulcão – o equivalente geológico a um canhão. Ele é propenso a expelir fluxos rápidos e fortes de cinzas, lava e lama. O magma do Vulcão de Fogo é mais viscoso, o que faz com que acumule mais gases. Quanto mais gases, mais ele se torna explosivo. Além disso, outro fator que torna o Vulcão de Fogo tão ameaçador é a sua capacidade de gerar altas quantidades de fluxos piroclásticos, que são misturas rápidas de gás muito quente e matéria vulcânica. Eles formam avalanches densas e pesadas que descem rapidamente, levando tudo que fica em seu caminho.

O poder de destruição do Vulcão de Fogo levou especialistas a compará-lo ao Vesúvio, o famoso estratovulcão que soterrou as cidades de Pompeia e de Herculano. Já o Kilauea está destruindo habitações, enquanto a maioria dos seus moradores fogem em segurança. E tudo isso dependeu de uma loteria geográfica.


Via Folha e https://super.abril.com.br



Postado por Ricardo Silva
Postar um comentário