Últimas

'CALIFA' ERDOGAN É REELEITO PRESIDENTE DA TURQUIA E VAI GOVERNAR ATÉ 2028; LÍDER TERRORISTA DO HAMAS É O PRIMEIRO A FELICITÁ-LO

Resultado de imagem para erdogan election


O chefe de Estado de Turquía, Recep Tayyip Erdogan, conseguiu, neste domingo (24), atingir seu objetivo de assumir todo o Poder Executivono país, ao ganhar por maioría absoluta as eleições presidenciais antecipadas.

Com 90% dos votos apurados, o político revalida seu mandato com 53% dos apoios, resultado muito próximo do percentual obtido em 2014, informou a agência semipública Anadolu.

O social-democrata Muharrem Ince ficou em segundo lugar.

Cerca de 56 milhões de pessoas estavam convocadas para ir às urnas hoje e votar para presidente e deputados. O pleito é considerado chave por abrir caminho para a implementação da reforma constitucional aprovada em 2017, que outorga todos os poderes executivos ao chefe do Estado.

Líder terrorista do Hamas corre para felicitar Erdogan da Turquia na vitória eleitoral

O chefe do grupo terrorista Hamas estava entre as primeiras autoridades estrangeiras a parabenizar o líder turco Recep Tayyip Erdogan por sua aparente vitória eleitoral no domingo.

O chefe do Hamas, Ismail Haniyeh, telefonou para Erdogan na noite de domingo, segundo um comunicado divulgado no site oficial do Hamas.

Haniyeh parabenizou Erdogan e disse que despacharia uma delegação para a Turquia nos próximos dias, e indicou a disposição de aprofundar os laços com Ancara, disse o comunicado.

Vários líderes mundiais que apóiam Erdogan, incluindo o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, e o emir do Tamisa, Hamad Al-Thani, também pediram para parabenizá-lo por sua "vitória", disse a presidência.

Erdogan tem estado entre os mais fortes apoiadores do Hamas no cenário mundial, e a Turquia sob ele tem sido acusada de abrigar líderes do grupo terrorista e permitir que ele lanche dinheiro para atividades militantes.

Israel exigiu que a Turquia reduza seu relacionamento com o Hamas durante as conversações de detentos antes da retomada dos laços em 2016.

Os dois países cortaram laços em 2010 depois que forças israelenses invadiram um barco turco que estava tentando quebrar o bloqueio naval que Israel montou ao redor da Faixa de Gaza para evitar que o Hamas, que pediu a destruição de Israel, importe armas. No tumulto que se seguiu, 10 ativistas turcos foram mortos e vários soldados israelenses ficaram feridos.

Em fevereiro, a Turquia negou uma acusação do Shin Bet de que permitiu que agentes do Hamas lavassem dinheiro através do país.

Erdogan tem estado entre os críticos mais estridentes de Israel, comparando suas políticas com as da Alemanha nazista e brigando com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em mais de uma ocasião.



Via IstoÉ e https://gellerreport.com/2018/06/turkey-election-hamas.html/
Postar um comentário