Últimas

COREIA DO NORTE PODE VOLTAR ATRÁS SOBRE ENCONTRO COM DONALD TRUMP

Imagem relacionada

O governo da Coreia do Norte pôs em dúvida a realização do encontro entre o líder Kim Jong-un e o presidente americano Donald Trump, que está marcado para 12 de junho.

O que deixou a Coreia do Norte com um pé atrás foram as palavras do conselheiro de Segurança Nacional americano, John Bolton.

No domingo (13), Bolton disse que Pyongyang deveria entregar suas armas nucleares e que elas iriam para um depósito nos Estados Unidos, o mesmo depósito que armazenou equipamentos nucleares da Líbia, quando o país fechou um acordo para encerrar o programa nuclear, em 2003.

Em 2011, a Líbia foi alvo de uma intervenção militar internacional, que terminou com a morte do ditador Muammar Kadhafi.

Num comunicado, o governo norte-coreano disse que essa é uma manobra sinistra dos americanos para impor a eles o mesmo destino da Líbia e que, se o objetivo é forçar um abandono nuclear unilateral, o país não está mais interessado em dialogar.

A Casa Branca disse que o presidente americano Donald Trump está pronto para a reunião com o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, marcada para junho, e que, se ela for cancelada, vai continuar com a política de pressão máxima contra a Coreia do Norte.

Perguntado se o encontro vai acontecer, Donald Trump disse: “Vamos ver”.



Via G1
Postar um comentário