Últimas

SUÉCIA: PROGRAMA DE TV DESCREVE JOVENS QUE ESTUPRARAM UMA MULHER POR 10 HORAS COMO "VÍTIMAS"

Sweden: TV Show Describes Youths Who Gang Raped Woman For 10 Hours as "Victims"

Maior rede radiodifusora ignora a situação da vítima

Os migrantes muçulmanos, "representam um grande número de crimes de gangue na Suécia e outras coisas violentas como estupros"

Um programa de televisão sueco reagiu ao brutal estupro coletivo de uma mulher por um grupo de jovens em Malmö, referindo-se repetidamente que os estupradores são as "vítimas".


Uma mulher de Malmö, distrito de Lindängen, foi drogada e violentamente abusada durante um incidente no mês passado por um grupo de meninos de 13 a 16 anos.

O TV nacional SVT respondeu retratando os estupradores de maneira simpática.

"Devido os suspeitos serem menores de dezoito anos, as autoridades sociais estão conectadas, e os jovens que cometem esse tipo de crime são muitas vezes considerados vítimas", afirmou o apresentador de televisão na reportagem.

O representante dos serviços sociais, Martin Facks, repetiu a narrativa, dizendo ao programa: "Como sempre, quando as crianças estão fazendo coisas terríveis, como se envolver em comportamento criminoso ou de outra forma, nós dos serviços sociais sempre os vemos como vítimas até certo ponto".

Um porta-voz da polícia também falou com simpatia sobre os culpados, afirmando que eles não compreenderam completamente que haviam cometido um crime horrível.

O jornalista independente Joakim Lamotte desprezou o radiodifusor por ignorar a situação da vítima.

"Aqui temos um jornalista, um representante de serviços sociais e um policial. Nessa característica, eles não mencionam essa garota nem uma vez. Em vez disso, eles continuam repetindo que os meninos são as vítimas. Como isso é mesmo possível?", ele perguntou. "É estranho que não possamos livrar-nos dessa violência do estupro em grupo na Suécia quando temos essas pessoas em posições de poder? Nós temos que parar de ser babás e levar as histórias das mulheres a sério!"

A Suécia parece ter encontrado uma nova maneira de lidar com seu problema de estupro, simplesmente prendendo as pessoas que reclamam sobre isso.

Um homem de 55 anos que escreveu no Facebook que os migrantes muçulmanos, "representam um grande número de crimes de gangue na Suécia e outras coisas violentas como estupros" foram julgados e multados em $ 1.265 dólares.

Um estudo privado de 4.142 sentenças relativas a crimes relacionados ao sexo passaram por 40 tribunais suecos entre 2012 e 2014, revelando que 95,6% de estupros foram cometidos por homens de ascendência estrangeira.

Dois dos três estupros com circunstâncias agravantes foram cometidos por migrantes recém-chegados ou requerentes de asilo aprovados. As estatísticas oficiais do crime mostram que os estupros relatados aumentaram 34% nos últimos 10 anos.




Via: http://www.anovaordemmundial.com/ e https://www.infowars.com/sweden-tv-show-describes-youths-who-gang-raped-woman-for-10-hours-as-victims/
Postar um comentário