Últimas

INVESTIGAÇÃO: IDEOLOGIA "TRANS" É PROMOVIDA PELAS GRANDES EMPRESAS FARMACÊUTICAS QUE SÃO APOIADAS POR CAMPANHAS DE RELAÇÕES PÚBLICAS

Image: INVESTIGATION: “Trans” ideology pushed by Big Pharma and surgery companies backed by $400 million P.R. campaign

Ao longo dos anos, temos chamado a atenção para certos fatores ambientais que estão tendo um profundo efeito de flexão de gênero na vida humana e animal. Mas não pense por um momento que esse ataque é uma consequência não intencional da grande indústria; como sugerem novos relatórios, tudo isso foi pré-planejado como uma forma da indústria farmacêutica obter mais lucros.

Grande parte desse dinheiro está atado no impulso de aceitação e normalização do transgenderismo, que a feminista de Nova York, Jenifer Bilek, admite ser uma conspiração, de modo a canalizar dinheiro para certos grupos de interesses especiais. Entre estas, estão as empresas farmacêuticas que fornecem hormônios e outras misturas químicas que ajudam o processo de "conversão" de gênero, bem como empresas de cirurgia e outros protagonistas no setor de saúde.

Mais de US$ 400 milhões, diz ela, foram dados por doadores e grupos empresariais para promover a agenda transgênero, que realmente ganhou força nos últimos anos no regime Obama. O financiamento do pró-transgenderismo não é frequentemente discutido, mas funciona em segundo plano, lubrificando as rodas de maior fluxo de lucros para aqueles que também estão empurrando mais medicamentos e cirurgia para lucrar com as massas.

É por isso que o questionamento do dogma da biologia do gênero - biologia quase se tornou uma ofensa judicial nos EUA politicamente correto, onde não é aceito enunciar fatos sobre a natureza humana. É também por isso que os responsáveis ​​pela narrativa estão empurrando tanto para qualquer coisa - desde banheiros, chuveiros e vestiários, já que a normalização dessa perversão é a chave para garantir que a indústria farmacêutica obtenha os lucros que tão desesperadamente anseia.

"Esses homens e outros, incluindo as empresas farmacêuticas e o governo dos EUA, estão enviando milhões de dólares para causas LGBT", escreve Bilek, observando que muitos médicos, repórteres, pesquisadores e cirurgiões têm muito medo de se opor a esta maldita agenda.

"Os gastos globais reportados sobre a cultura LGBT agora são estimados em US$ 424 milhões", acrescenta. "De 2003 a 2013, o financiamento divulgado para questões de transgênero aumentou mais de oito vezes, alimentando em três vezes o aumento do financiamento LGBTQ em geral, que quadruplicou de 2003 a 2012. Este enorme aumento de financiamento aconteceu ao mesmo tempo que o transgenderismo começou a ganhar força na cultura americana".

As vítimas da programação transgênero recebem pouco ou nenhum desse dinheiro

O que talvez seja ainda mais perturbador são as vítimas desta campanha maligna que sucumbiram à programação e foram submetidas a cirurgias ou terapias hormonais em uma fútil tentativa de mudar seus gêneros. A máfia LGBT gosta de fingir que levanta fundos para ajudar essas pessoas, mas, como Bilek informa, muito pouco - se houver - desse dinheiro acaba em um lugar onde ajuda as vítimas LGBT.

Praticamente tudo isso, diz ela, vai para agências governamentais, think tanks de tecnologia e corporações farmacêuticas que estão empurrando uma agenda. E essa agenda é institucionalizar e normalizar o transgenderismo como uma "escolha de estilo de vida", como coloca Bilek.

"Eles estão moldando a narrativa sobre o transgenderismo e normalizando-o dentro da cultura usando seus métodos de financiamento", ressalta.

"Promover diversidade corporal parece ser a questão central, não [tratar] a disforia de gênero; isso e desmotivar pessoas de sua biologia através de distorções de linguagem, para normalizar a alteração da biologia humana. Institucionalizar a ideologia transgênero faz exatamente isso. Esta ideologia está sendo promovida como uma questão de direitos civis por homens ricos e brancos com enorme influência que se beneficiam pessoalmente de suas atividades políticas".

Isto é importante ter em mente na próxima vez que alguém tentar dizer-lhe que o transgenderismo é normal e que a massa "revelar-se" nos últimos anos é apenas um derramamento orgânico de pessoas acreditando que eles finalmente têm a liberdade de "ser eles mesmos". Na realidade, essas pessoas sofreram lavagem cerebral em um experimento de engenharia social maciço que, como a maioria das outras coisas da vida, está sendo conduzido pela ganância e pelo grande desejo de dinheiro da inústria farmacêutica.





Via: http://www.anovaordemmundial.com/
Postar um comentário