IGREJA LUTERANA AGORA ESTÁ “REBATIZANDO” TRANSEXUAIS QUE MUDAM DE NOME - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

15 de fev de 2018

IGREJA LUTERANA AGORA ESTÁ “REBATIZANDO” TRANSEXUAIS QUE MUDAM DE NOME

Resultado de imagem para luterana, Weber TRANSSEXUAL

Apesar de adotar uma postura teológica luterana, Weber é adepta de uma mentalidade “inclusiva”, ou seja, aceita e incentiva o estilo de vida dos homossexuais. E seu relato é sobre o rebatismo para transgêneros que passaram por cirurgia de mudança de sexo.

De acordo com o portal Patheos uma frequentadora da igreja, Mary Christine Callahan, passou recentemente por uma cirurgia de mudança de sexo e adotou o nome de Asher O’Callaghan. Então a pastora realizou o que chamou de “rebatismo”, ou seja, abençoou-o para que ele possa usar com liberdade seu novo nome, que condiz mais com seu novo corpo.

Diante da congregação a pastora abençoou Asher, que anteriormente era uma mulher, e fez a leitura da carta de Paulo aos Gálatas, capítulo 3, versos 27 e 28: “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus”.

A cerimônia prosseguiu com uma oração feita pastora. Na oração Weber mencionou situações em que Deus mudou o nome das pessoas na Bíblia, como Abraão, Sara, Jacó, Pedro e Paulo. E explicou que a partir daquele momento, depois de ter “despertado” o homem que habitava em seu corpo, Asher deveria “usar este nome em nome de Cristo. Compartilhá-lo em nome da misericórdia. Oferecê-lo em nome da Justiça”

A pastora não explicou exatamente suas motivações para fazer o “rebatismo”, apenas escreveu que um procedimento parecido já era realizado em uma igreja episcopal anglicana igualmente inclusiva.

Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site