Últimas

FACEBOOK TAMBÉM CENSURA JÚLIO SEVERO E APAGA VERSÍCULOS BÍBLICOS. ELES ODEIAM A BÍBLIA, CRISTÃOS E JUDEUS!

Assim como ocorreu comigo, o Facebook também censurou meu colega, o blogueiro e escritor Julio Severo, deletando versículos bíblicos sobre o homossexualismo.

Como alguns sabem, faz um tempo que a rede social tem me perseguido e censurado, apagando minhas postagens sem nenhum tipo de aviso ou justificativa (https://youtu.be/Xt898nqYoJ0), adulterando até o que escrevo, e ainda por cima, eu os flagrei monitorando a Rádio Libertar (https://youtu.be/82D-iZ1vqcg). Além disso, semanas atrás, autoridades islâmicas entraram na justiça contra o Site Libertar, forçando o Google e deletar uma postagem (https://youtu.be/nqorbYg-8Vs).
----

O Facebook me deu uma mensagem em 15 de fevereiro de 2018:
Removemos Algo que Você Postou

Parece que algo que você postou não segue nossos Padrões Comunitários. Removemos posts que atacam pessoas com base em sua raça, etnia, origem nacional, filiação religiosa, orientação sexual, gênero ou deficiência.

Levítico 18.22:

Não de deitarás com homem, como se fosse mulher; abominação é.


Querendo ou não, o Facebook tratou Levítico 18.22 diretamente como um “ataque” a “pessoas com base em sua… orientação sexual, gênero.” Isto é, o Facebook tratou a Bíblia como um livro criminoso!

As normas do Facebook avisam seus usuários de que a Bíblia é um livro criminoso?
A Declaração de Direitos e Responsabilidades do Facebook avisa seus usuários de que a Bíblia é um livro criminoso?


Neste exato momento, estou sob um bloqueio de 30 dias imposto pelo Facebook, desde 28 de janeiro, pois em agosto de 2013, publiquei um post expondo os desvios de recursos públicos cometidos por um conhecido grupo gay do Brasil. O Facebook esperou exatamente 5 anos para notificar que minha denúncia é “ofensiva.” Então estou sob um banimento compulsório de 30 dias. Esse é o terceiro banimento em apenas seis meses. Isto é, 3 meses dos últimos seis meses minha conta de Facebook esteve fora do ar por causa de censura.

O que o Facebook tem contra a Bíblia e aqueles que mencionam seus versículos?

O que o Facebook tem especificamente contra Levítico 18:22, um famoso versículo da Bíblia?
Levítico 18:22 é famoso não somente entre cristãos, mas também entre judeus. Aliás, esse versículo foi primeiramente escrito e dirigido ao povo judeu.

A propósito, Mark Zuckerberg, fundador e presidente do Facebook, é um americano judeu. Ele aprova o que sua empresa tem feito contra as Escrituras judaicas? Ele está ciente do que sua empresa está fazendo contra as Escrituras judaicas?

Ou ele acha que o Facebook é agora maior e mais importante do que as santas Escrituras judaicas e cristãs?

Sou seguidor das santas Escrituras judaicas e cristãs. Por que Zuckerberg removeu meu post da Bíblia e bloqueou minha conta?

George Washington, o primeiro presidente dos EUA, disse: “É impossível governar corretamente uma nação sem Deus e a Bíblia.”

Zuckerberg e sua empresa removeriam os posts de Bíblia dele se ele tivesse uma conta de Facebook?
Lamentavelmente, os Estados Unidos de hoje concedem liberdade excessiva para homossexualistas — um absurdo jamais imaginado pelos fundadores dos EUA, inclusive o primeiro presidente americano, George Washington, que abominava a homossexualidade e expulsava homossexuais, mas nunca os matou.

Conforme está registrado nos “The Writings of George Washington” (10 de março de 1778, 11:83-84, Gráfica do Governo dos EUA, 1934), George Washington ordenou: “Numa corte marcial geral, o tenente Enslin, do regimento do coronel Malcom, foi julgado por tentar cometer sodomia com o soldado John Monhort… que ele seja sentenciado a ser dispensado do serviço militar. Eu, o comandante-em-chefe, aprovo a sentença e com nojo e ódio de tais crimes infames ordeno que o tenente Enslin seja expulso do acampamento amanhã de manhã com anúncio público e alto para nunca mais voltar.” (Informações de William Federer.)

Zuckerberg e sua empresa bloqueariam a conta de Facebook de Washington se ele estivesse vivo hoje?

O Facebook não só removeu meu post da Bíblia de Levítico 18:22, mas também um post com uma foto de uma “Barbie islâmica.” Eis a foto:

Mensagem original do post removido pelo Facebook: Barbie muçulmana. Já vem com roupas muçulmanas, marcas de espancamento do marido islâmico e dizendo que “o islamismo é a religião da paz.”


Críticas médicas ou cristãs ao comportamento homossexual levam à censura no Facebook. Mas fotos do criminoso comunista Che Guevara, que assassinava pessoas, inclusive gays, permanecem inabaláveis em toda a rede social do Facebook, como se a imagem porca dele não merecesse banimento por seus crimes. O Facebook pune cristãos inocentes apenas por suas opiniões, mas poupa criminosos comunistas que não poupavam vidas humanas.

Críticas cristãs ao comportamento islâmico levam à censura no Facebook. Mas louvores ao assassino pedófilo Maomé e fotos de ditadores islâmicos que assassinam cristãos permanecem inabaláveis em toda a rede social do Facebook, como se a imagem porca deles não merecesse banimento por seus crimes. O Facebook pune cristãos inocentes apenas por suas opiniões contra o islamismo, mas poupa criminosos islâmicos que não poupam vidas humanas.

Por tratar o islamismo e o homossexualismo como “sagrados,” o Facebook bloqueou meu perfil por criticar a violência islâmica e a sacanagem homossexual. Se sobrarem só muçulmanos e homossexuais no mundo, a quem o Facebook privilegiará e tratará como mais sagrado do que o outro?

Não faz sentido o Facebook censurar um cristão como eu porque no que se refere ao islamismo, os cristãos e os judeus são vítimas supremas dessa religião violenta. Aliás, uns 100.000 cristãos são martirizados por ano. A maioria desses assassinatos é cometida por muçulmanos. Se o Facebook fosse sério sobre direitos humanos, baniria muçulmanos de sua plataforma, inclusive a Arábia Saudita, até que eles banissem toda tortura e assassinato de cristãos. Essa é a verdade simples e pura.
Se o Facebook fosse igualmente sério sobre direitos humanos de homossexuais, baniria nações muçulmanas. Os muçulmanos, não os cristãos, têm um histórico elevado de tortura e assassinato de homossexuais. Essa é a verdade simples e pura.

Em 1919, o teorista comunista Antonio Gramsci disse: “Dizer a verdade, chegar junto à verdade, é um ato comunista e revolucionário.”

No universo esquerdista do Facebook, se você disser uma “verdade comunista,” é um ato revolucionário bem-vindo.

A verdade comunista inclui a amostra de mandamentos marxistas que dizem:

* Os atos homossexuais são normais.
* O islamismo é paz.
* O Cristianismo é opressivo.
* Levítico 18:22 merece ser removido do universo do Facebook.
* Crítica e deboche do Cristianismo são permitidos.
* Crítica e deboche do islamismo não são permitidos.

Enfrento novos banimentos se eu violar os mandamentos marxistas do Facebook. Enfrento novos banimentos do Facebook se eu postar mais versículos da Bíblia contra a depravação homossexual ou a cultura islâmica de violência.

Parafraseando e invertendo as palavras atribuídas a George Orwell, mas de autoria real mais ou menos de Gramsci, digo: “Numa época de engano e censura marxista universal, dizer a verdade é um ato revolucionário cristão!”
Postar um comentário