Últimas

TEMPLO SATÂNICO ONDE ERA FEITO SACRIFÍCIOS DE CRIANÇAS É DESCOBERTO NO RIO GRANDE DO SUL

A polícia está perto de concluir a investigação e prender todos os envolvidos no esquartejamento de duas crianças, cujos corpos foram encontrados em Novo Hamburgo. Nesta sexta-feira (5), o delegado Moacir Fermino divulgou que o ritual de prosperidade foi encomendado por dois homens que moram na cidade do Vale do Sinos. Eles teriam pago R$ 25 mil, à vista, pela magia negra realizada em um templo em Gravataí.

Na quinta-feira (4), GaúchaZH divulgou fotos da casa, que fica em uma estrada de chão batido no bairro Morungava, afastado do centro do município da Região Metropolitana, mas somente 30 quilômetros do local onde partes dos corpos dos irmãos foram encontradas em setembro. O portão de acesso tem um pentagrama — o mesmo símbolo está pintado no chão do interior do templo, ao qual somente a polícia teve acesso até agora.

Lá dentro, outros objetos corroboram a suspeita de que o local era usado para magia negra: imagens de concreto de demônios, bacia com um crânio e sangue dentro, um altar em tons de vermelho e azul, entre outros.

Altar dentro do templo tem imagens de demônios, como mostra uma foto divulgada na internetReprodução / Arquivo pessoal


Um dos "encomendadores" do ritual está preso. A polícia não revela a ligação dele com o outro homem que também teria pago pela magia em busca de prosperidade imobiliária. Outros dois homens também estão presos: o susposto líder do grupo, identificado como "bruxo e mestre", e um seguidor dele. Como todos têm prisão temporária, os nomes ainda não foram divulgados.


Segundo o delegado Fermino, o trio nega ter esquartejado as crianças. No entanto, os investigadores têm provas, incluindo imagens e depoimentos, e devem divulgar todos os detalhes do caso na próxima segunda-feira (8). Até lá, pretendem prender outros suspeitos de envolvimento, incluindo um argentino que teria trazido os dois irmãos do país vizinho para serem sacrificados no ritual.

Félix Zucco / Agencia RBS

— Esse ritual de prosperidade exigia duas crianças do mesmo sangue, irmãos. Por isso as duas vítimas foram escolhidas e trazidas, ao que tudo indica, da Argentina, especialmente para a magia — afirmou Fermino.


Esse estrangeiro, casado com uma brasileira e, portanto, com livre trânsito pelo país, teria antecedentes criminais e já seria um foragido no país vizinho. Conforme a polícia, ele é discípulo do bruxo e estava morando no bairro Lomba Grande, mas já passou até por outros Estados antes de se instalar em Novo Hamburgo.


A suposta morte da mãe das crianças, que chegou a ser levantada no início das investigações, devido ao fato de a polícia não ter localizado nenhuma denúncia de desaparecimento, está fora da mira do delegado. Segundo ele, como não se sabe ainda a identificação das crianças — apenas supõe-se que sejam argentinas —, não há como chegar à mãe. Além disso, não há indícios da morte de outra pessoa — ao menos nesse caso.


— Ele (o bruxo suspeito de liderar o crime) já matou outras pessoas e animais também ao longo da carreira. Por mais que ele diga que é da "linha branca" do satanismo, temos fotos, provas, testemunhos que nos levam a acreditar que ele já comentou muitos sacrifícios, de crianças, adultos, cabritos, galinhas... — apontou Fermino.


O bruxo, que é apontado como uma referência no meio no Brasil e também na América Latina, está preso há uma semana e, depois de interrogado, foi levado para a Penitenciária Estadual do Jacuí (PEJ), em Charqueadas. Os outros dois suspeitos estão na Penitenciária Modulada Estadual de Montenegro.




Via https://gauchazh.clicrbs.com.br/seguranca/noticia/2018/01/dois-homens-de-novo-hamburgo-pagaram-r-25-mil-em-ritual-satanico-com-duas-criancas-diz-policia-cjc1zholt00ob01p5383et745.html

Nenhum comentário