Últimas

BOMBA É DETONADA EM NOVA YORK, EM ATAQUE INSPIRADO NO ISIS

Resultado de imagem para explosão nova york

Homem de 27 anos de Bangladesh está sob custódia após explosão no principal terminal de transporte

Uma bomba de cano foi detonada no terminal de ônibus da Autoridade Portuária da Nova York, nesta segunda-feira, no que está sendo descrito como um ataque inspirado no ISIS.


O suspeito, Akayed Ullah, um homem de 27 anos de Bangladesh, foi preso após ter sido ferido pela explosão. O homem está nos EUA há sete anos e morava na área do Brooklyn.

O Departamento de Polícia de Nova York twittou que inúmeras linhas de metrôs estavam sendo evacuadas quando as autoridades chegaram ao local.

Durante uma conferência de imprensa, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, informou que outras três pessoas sofreram ferimentos leves no momento do atentado.

Falando ao MSNBC, o ex-comissário do departamento de polícia de Nova York, Bill Bratton disse que as fontes alegaram que Ullah realizou o ato em nome do ISIS.

Quando perguntado se o suspeito havia se referido ao ISIS, o comissário da polícia de Nova York, James O'Neill, disse aos jornalistas que comentários foram feitos, mas não se estenderam.

A CBS News informou que a Ullah inspirou-se no grupo terrorista pela internet, mas não teve conexões reais com o grupo.

O vídeo de vigilância do interior do terminal mostra o momento em que a bomba de cano do suspeito detonou. As autoridades estão tentando determinar se o "dispositivo explosivo improvisado e de baixa tecnologia" explodiu prematuramente.




Uma foto do suspeito sob custódia que circula nas mídias sociais foi confirmada como legítima. As autoridades disseram que Ullah também foi encontrado com um segundo dispositivo.



Citando fontes, o New York Post disse que o suspeito foi visto com "fios ligados a ele".

"O terrorista suspeito - que tinha fios presos a ele - estava armado com uma bomba de cano e uma bateria...", disse o New York Post. "Ele foi levado sob custódia depois que o dispositivo detonou parcialmente dentro da passagem para os trens N, Q e R..."

O New York Times também informou que o suspeito havia sido despido pela polícia devido a "um dispositivo explosivo amarrado em seu corpo".

"O suspeito estava sozinho e o dispositivo disparou prematuramente", informou o Times.


A secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, pediu que o presidente Donald Trump fosse informado sobre o ataque.



Nenhum comentário