Últimas

ADOLESCENTE ENTRA ATIRANDO EM ESCOLA E MATA 2 EM GOIÁS; E AGORA OS ESQUERDISTAS TERÃO ASSUNTO PARA VÁRIOS DIAS...

 | Geovanna Cristina/Estadão Conteúdo

Já até prevejo a mídia esquerdista debatendo por dezenas de dias sobre desarmamento, e novamente demonizando a direita, os conservadores, os militares, e todos que defendem o direito de possuir uma arma em casa para proteger sua família contra bandidos ARMADOS, e claro, não irão se esquecer de bostejar sobre bullying e politicamente correto.

---

Seis pessoas foram baleadas no fim da manhã desta sexta-feira (20) em uma escola particular de Goiânia (GO). A morte de dois adolescentes, de 12 e 13 anos, foi confirmada pela Polícia Militar de Goiás.

O adolescente que disparou os tiros tem 14 anos, é estudante do 8º ano da escola e filho de militares, de acordo com a Polícia Militar. Ele foi apreendido pela polícia e encaminhado para a Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), onde se encontra atualmente, acompanhado de seu pai.

Segundo o Corpo de Bombeiros, por volta das 11h50, uma mulher ligou para um serviço de emergência e se identificou como professora do colégio, que fica no bairro setor Riviera. Ela contou que uma pessoa estava efetuando disparos no local.

As vítimas fatais, dois garotos, morreram na sala de aula logo após os disparos. Estão feridos duas garotas de 14 anos, uma de 13, e um garoto também de 13 anos. Ao menos três estão em estado grave. O helicóptero do Grupo de Radio Patrulha Aérea encaminhou uma das vítimas do tiroteio ao Hospital de Urgências de Goiânia.

O atirador utilizou uma pistola .40 de seu pai, e pelos relatos escondeu-a na mochila ao entrar no colégio. Os disparos ocorreram no fim do período de aulas. A Polícia Militar vai apurar de que maneira o adolescente teve acesso à arma.

Alunos disseram que o adolescente sofria bullying e tinha o apelido de “fedido”, segundo eles, porque não usava desodorante. Ao menos nove estudantes relataram o apelido à reportagem, seis da classe dele. A polícia confirma a mesma apuração.

Atirador e vítimas eram da mesma sala. Na porta do colégio, estudantes disseram à reportagem que o atirador é “muito inteligente e muito calado.” Alunos estão transtornados e se lamentam. “Isso não está acontecendo. O ano acabou”, disse uma estudante – por serem menores de idade, a reportagem preserva a identidade.

A escola, de classe média, fica na região leste de Goiânia, próxima a condomínios horizontais fechados. A unidade de ensino oferece aulas até o 9º ano do ensino fundamental, com mensalidades em torno de R$ 500.




Via Gazeta do Povo

Nenhum comentário