Últimas

JAIR BOLSONARO AFIRMA QUE, CASO CHEGUE AO PODER, "NÃO HAVERÁ DINHEIRO PÚBLICO PARA FINANCIAR EXPOSIÇÕES DE PEDOFILIA"

Resultado de imagem para bolsonaro exposição santander

Em entrevista exclusiva para o Canal Terça Livre, do Youtube, o deputado federal e militar Jair Bolsonaro fez críticas severas aos integrantes de movimentos de esquerda e afirmou que o governo não deve "dar apoio a ONGs que fazem apologia à pedofilia, e não deve financiar exposições que apoiem este tipo de crime". Bolsonaro também afirmou que a maior parte dos militantes de movimentos socialistas estudantis é de "jovens de cursos de humanas que não possuem empregabilidade, na situação econômica do Brasil de hoje". O capitão do exército reiterou seu objetivo de disputar a Presidência da República em 2018. A matéria foi disponibilizada pelo Terça Livre no último dia 20.

Na entrevista, cedida à repórter Fernanda Salles, Bolsonaro afirmou que os militantes de esquerda "não tem formação real - foram educados apenas como militantes. Com essa situação econômica que vivemos, vocês não têm futuro. Pensam que vão viver às custas do Estado por muito tempo - o Estado está em falência. Se eu chegar à Presidência, não vai haver dinheiro de ONG para vocês, nem para financiar 'obras' de apologia à pedofilia ou zoofilia [como a recente exposição realizada por banco, no Rio Grande do Sul, que teve sua curadoria denunciada por Bolsonaro e acusada pelo movimento conservador de apologia do crime]".

Jair Bolsonaro argumenta que o pricipal partido da esquerda brasileira, o PT, "há muito tempo quer legalizar a pedofilia. Se você entrasse no site 'humaniza redes', que pertencia à Secretaria de Direitos Humanos, você poderia encontrar o texto 'pedofilia: verdade ou mito'. A conclusão do site é: o pedófilo deveria ser 'levado a um hospital'. O governo também teve [na última administração], entre uma de suas propostas, reduzir a idade de estupro de vulneráveis de 14 para 12 anos [efetivamente autorizando o sexo de adultos com crianças, no início da adolescência]".

Bolsonaro ganhou notoriedade por sua postura de oposição forte às campanhas de sexualização de crianças realizadas pelo governo federal, ao longo dos últimos governos. O militar também é contrário à chamada "ideologia de gênero", é favorável ao endurecimento de penas contra infratores que realizem crimes violentos, como homicídios e estupros. Bolsonaro também é favorável à redução da maioridade penal e ao direito à legítima defesa para a população civil, através de medidas como o PL 3722.


Veja na íntegra - entrevista de Jair Bolsonaro ao canal Terça Livre





Via http://diariodainsurgencia.blogspot.com.br/

Nenhum comentário