Últimas

ALEMANHA: "REFUGIADO" SÍRIO MATA PSICÓLOGO À FACADA; MAIS UMA VÍTIMA DO TERRORISMO ISLÂMICO



Um homem sírio apunhalou e matou um conselheiro de saúde mental da Cruz Vermelha na cidade de Saarbrücken, no sudoeste da Alemanha, informou a Polícia.

(...) As autoridades alemãs seguiram o suspeito logo após o ataque da quarta-feira, encontrando-o a poucas centenas de metros da cena do crime em Saarbrücken. O homem foi imediatamente hospitalizado por lesões graves, que pareciam ser auto-infligidas.
(COITADINHO!)



A polícia na cena do crime, perdão, na cena do pequeno incidente que nada teve a ver com o Islão. 


A polícia acredita que o sírio de 27 anos matou um homem de 30 anos, terapeuta num centro de aconselhamento para refugiados traumatizados. O migrante supostamente entrou numa briga com o psicólogo da Cruz Vermelha durante uma sessão de terapia e esfaqueou-o. A vítima morreu na cena. Embora o motivo do ataque não tenha sido imediatamente claro, os funcionários não acreditam que o incidente esteja relacionado com o terrorismo. 

(CLARO QUE NÃO!!!) 

"Estamos todos consternados e chocados", disse o chefe da Cruz Vermelha,Rudolf Seiters, acrescentando que todos os associados da Cruz Vermelha alemã estavam "de luto por um empregado louvável". 

A Polícia também encontrou uma faca na cena, mas não confirmou imediatamente que era a arma do crime. 

(CLARO QUE NÃO!!! ERA PARA BARRAR MANTEIGA!!!) 

A vítima trabalhava para a Cruz Vermelha desde 2014. O centro de aconselhamento em Saarbrücken, perto da fronteira francesa, é especialista no tratamento de refugiados que sofrem de stress pós-traumático ou recém-chegados com problemas para se adaptarem a uma nova cultura. 

("PROBLEMAS PARA SE ADAPTAREM A UMA NOVA CULTURA"...)




O luxuoso centro de acolhimento para jihadistas.


O ataque parece semelhante a um esfaqueamento fatal na Suécia no ano passado, quando uma trabalhadora social de 22 anos foi assassinada por um jovem migrante ..

("PARECE" UM BOCADINHO SEMELHANTE, "PARECE"...)




Via http://amigodeisrael.blogspot.com.br/

Nenhum comentário