Últimas

AMEAÇAS NEONAZISTAS LEVAM AO ENCERRAMENTO DE ASSOCIAÇÃO JUDAICA NA SUÉCIA


Uma associação de comunidade judaica no norte da Suécia decidiu fechar após uma série de ameaças de extrema-direita, sete anos depois da sua inauguração.

A sede da associação na cidade de Umea foi marcada com suásticas, mensagens como “sabemos onde moras”, e um carro foi vandalizado. Membros locais disseram que as autoridades não foram capazes de garantir segurança suficiente, e a porta-voz da comunidade, Carinne Sjoberg, explicou que algumas pessoas já não se aventuravam a ir ao centro.

Sjoberg aponta o grupo neonazista, Nordfront, como responsável pela campanha de ódio, inicialmente dirigida à porta-voz, mas também a outros membros da comunidade. No fim de semana as janelas do carro de um membro foram quebradas, e outros receiam levar os filhos para a escola.

Sjoberg explicou ainda que, apesar do fechamento do centro, a comunidade vai continuar a lutar para ter um lugar de encontro mais central em Umea e mais fácil de proteger.

Os líderes da comunidade dizem que a situação dos judeus em algumas cidades suecas é difícil. “Tivemos problemas com neonazistas em Gotemburgo e Umea, mas noutras cidades, como Estocolmo, nos sentimos mais seguros”, disse Isak Reichel, secretário-geral do conselho central das comunidades judaicas da Suécia.

Umea é uma cidade com 120.000 habitantes, dos quais apenas 50 são judeus, mas a cidade prefere que nenhum seja… Enquanto colocam os judeus para fora, apoiam o terrorismo islâmico e as hordas nazistas fardadas e armadas nas ruas.



Via https://www.menorahnet.com.br/8497-2/

Nenhum comentário