Últimas

TREMOR DE TERRA E CLARÃO NO CÉU, MISTÉRIO NO INTERIOR DO RJ

Um mistério testemunhado em Cambuci, no Noroeste Fluminense, virou assunto em todas as esquinas da cidade. Assustados, muitos moradores do distrito de São João do Paraíso relatam que presenciaram um estrondo seguido de tremor de terra na madrugada de quarta-feira.

O Observatório Sismológico de Brasília confirmou um abalo sísmico de magnitude 2,6 na escala Richter às 2h05. Moradores de Italva, cidade vizinha, também relataram tremor. A causa ainda não foi esclarecida.
  Moradores de Cambuci sentiram janelas e objetos tremerem em casa, ouviram estrondo e viram clarãoDivulgação / Governo do Estado

Segundo o assessor da Prefeitura de Cambuci, Neto Simeão, alguns moradores contaram ter visto um clarão no céu semelhante a uma estrela cadente. Ele não chegou a ver o objeto luminoso, mas sentiu sua casa tremer por segundos.

“Primeiro veio um estrondo abafado, como se algo tivesse caído bem pesado dentro de casa. Tremeu a janela, vibrou o chão, mas não houve danos na cidade. Algumas pessoas desconfiaram que fosse uma pedreira, mas depois verificaram que não foi isso”, contou Simeão. 

Área afetada por tremor em CambuciArte: O Dia

“Alguns dizem que foi um meteorito, outros, que foi só o tremor de terra. Teve gente que falou que viu alguma coisa caindo no morro, tipo uma estrela cadente, mas não sabemos”, acrescentou.

Abalo

Dono de um quiosque em São João do Paraíso, Arthur Rodrigues, de 27 anos, estava trabalhando quando sentiu a tremedeira. Ele nunca soube de um fenômeno semelhante na cidade. “Eu estava na praça com o rapaz que trabalha comigo e dois amigos. Todo mundo ficou apavorado. Tremeu a terra mesmo. A gente olhou para trás e não viu nada.” São João do Paraíso tem pouco mais de 6 mil habitantes.

O Observatório Sismológico de Brasília registrou que o abalo ocorreu na superfície do solo. Segundo o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), o último tremor no estado anteriormente ocorreu em São João da Barra, no Norte, em 18 de fevereiro.

O site Folha Itacoarense, da região, noticiou que o impacto teria sido sentido em um raio de 10 quilômetros. O Clube de Astronomia de Campos vai investigar o caso.

Físico diz que é preciso cercar a localidade para investigar o abalo


A astrônoma Maria Elizabeth Zuculotto, do Museu Nacional (UFRJ), aponta possíveis causas: “Se foi vista uma bola de fogo no céu, pode ter sido um meteorito. Senão, uma dolina (afundamento do solo)”. Segundo o físico Jorge Hönel, do Observatório Dietrich Schiel (USP), o tremor ocorrido na superfície pode ser resultado da queda de meteorito.

“É preciso cercar a localidade para investigar”. José Roberto Barbosa, técnico do Laboratório de Sismologia da USP, diz que abalos de baixa magnitude são comuns no Brasil e muitos são causados pela liberação de tensões acumuladas no interior da placa tectônica: “Os maiores tremores no mundo têm magnitude superior a nove pontos.”



Via O Dia

Nenhum comentário