Últimas

REVELADO: A RADIAÇÃO DO CELULAR ESTÁ PREJUDICANDO OS CÉREBROS DE CRIANÇAS E ADULTOS

Imagem relacionada

Durante sete anos, o Departamento de Saúde Pública da Califórnia (CDPH) manteve informações e um conjunto de diretrizes, destinadas a informar o público sobre os riscos à saúde associados com a radiação do telefone celular, bem escondidas do público. Embora invisível a olho nu, os dispositivos de alta tecnologia, incluindo seu telefone celular, laptop e tablet, todos emitem campos eletromagnéticos (CEM) que podem estar prejudicando silenciosamente sua saúde.

Enquanto as empresas de telefonia celular e do governo geralmente não falam sobre os perigos da radiação do telefone celular, eles não podem mais mantê-lo em segredo que pode haver um problema. Na verdade, a maioria dos manuais de usuário de dispositivos de alta tecnologia avisam para não manter esses dispositivos muito perto do corpo. Além disso, recentemente foi descoberto que os funcionários da saúde na Califórnia, redigiram um documento secreto que continha preocupações sobre a radiação do telefone celular já em 2010.

No ano passado, Joel Moskowitz, diretor do Center for Family and Community Health da Escola da Saúde Pública da Universidade da Califórnia em Berkeley, processou o departamento de saúde pública depois que seus pedidos de publicação das diretrizes foram repetidamente negados. Embora as instruções estejam datadas de abril de 2014, Joel Moskowitz disse que o documento foi realmente criado há sete anos, periodicamente atualizado, mas nunca divulgado ao público. O relatório secreto foi finalmente lançado no início deste mês sob uma ordem judicial.

Uso de telefone celular aumenta o risco de câncer de cérebro e outros problemas de saúde

O documento de duas páginas, intitulado “Cell Phones and Health”, resume estudos científicos que sugerem que o uso prolongado de telefones celulares pode aumentar o risco de câncer cerebral e causar problemas de fertilidade, entre outros problemas de saúde. Ele explica que o uso frequente de CEM emitido por telefones celulares mantidos perto da cabeça e do corpo, pode afetar negativamente as células e os tecidos próximos.

Na ficha informativa, as autoridades estaduais de saúde informam o público sobre como reduzir a exposição à radiação emitida por telefones celulares. Eles sugerem aumentar a distância entre você e seu telefone usando um fone de ouvido, a função alto-falante do telefone e mensagens de texto. Eles também recomendam manter os telefones longe de sua área de dormir e não levá-los em seus bolsos ou perto de seu corpo, a menos que eles estejam desligados.

Além disso, eles observam que os CEM podem penetrar mais profundamente no cérebro de uma criança do que em um cérebro adulto, sublinhando a importância de limitar o uso do telefone celular para as crianças a um mínimo absoluto. As mulheres grávidas e seus bebês recém nascidos também estão em maior risco.

Mesmo que a indústria celular continue a insistir não há nada para se preocupar, com alguns no Vale do Silício dizendo que a ciência não apoia a ficha de dados, Moskowitz não está desistindo de sua luta. Enquanto a liberação do documento é um passo na direção certa, Joel Moskowitz disse que o CDPH violou a Lei de Registros Públicos por não seguir a decisão original do juiz. O documento não foi lançado como instruído, mas sim teve novas letras estampadas em toda a frente, essencialmente criando um novo documento.

Moskowitz disse que “essa inscrição indica que o documento é um ‘esboço e não para a disposição ao público’ quando a tentativa da decisão do juiz indicou exatamente o oposto – que o original não era um esboço, e deve ser publicamente liberado.”

De acordo com o San Francisco Chronicle, as orientações nunca foram libertadas por medo de criar pânico desnecessário. Joel, no entanto, disse ao jornal que poderiam ter salvado algumas vidas se tivessem sido publicadas pelo departamento há sete anos. Dado os claros riscos à saúde associados aos CEM, acrescentou que é desconcertante que ele levou tanto tempo para tornar as orientações disponíveis para o público. Especialmente se você sabe que a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que a radiação do telefone celular um possível carcinógeno em 2011.


Via: http://www.anovaordemmundial.com/ e http://www.naturalnews.com/2017-03-08-cellphone-radiation-is-warping-the-brains-of-children-adults.html

Nenhum comentário