Últimas

DEFESA DA PEDOFILIA DERRUBA PROEMINENTE GAY “CONSERVADOR”

Resultado de imagem para Milo Yiannopoulos gay

Gay conservador? Vocês estão malucos? Tem que ser muito cego para cair nesta farsa explícita.
---

O “conservador” nacionalista gay Milo Yiannopoulos havia sido convidado como principal palestrante da Conferência de Ação Política Conservadora (CAPC), o evento conservador mais importante dos Estados Unidos, mas foi rapidamente desconvidado depois que vídeos vieram à tona dele defendendo sexo entre homens e meninos.

Os vídeos foram postados no Twitter por um grupo chamado Reagan Battalion (Batalhão de Reagan), que “se anuncia como fonte de notícias conservadoras,” noticiou o USA Today.

“Estamos falando sobre relações entre meninos de 13 anos e jovens de 25 e entre meninos de 13 anos e jovens de 28 anos. Essas coisas realmente acontecem de forma perfeita e com consentimento,” Yiannopoulos disse num dos vídeos.

O primeiro vídeo, que o Batalhão de Reagan divulgou no final de semana, é de uma entrevista de 2016 num podcast chamado “The Drunken Peasants.” Nele Yiannopoulos denunciou a “ideia arbitrária e opressiva de consentimento” e disse: “As pessoas desordenadas e complexas, e realmente no mundo homossexual em particular, alguns desses relacionamentos entre meninos mais novos e homens mais velhos, esses relacionamentos de maturidade, os relacionamentos em que os homens mais velhos ajudaram os meninos mais novos a descobrirem quem são e lhes dão segurança e proteção e lhe fornecem amor e uma base confiável, onde eles não podem falar com seus pais.”
Ele também disse que tais relacionamentos não constituem pedofilia. “A pedofilia não é uma atração a alguém que tem 13 anos que é sexualmente maduro,” ele disse. “A pedofilia é uma atração a crianças que não alcançaram a puberdade.”

Depois de discutir seu relacionamento sexual com o “Padre Michael,” o qual ele alegadamente teve como adolescente com 14 anos, o entrevistador, Joe Rogan, disse: “Parece abuso sexual para mim… Para mim, parece abuso sexual de padre católico.”

No entanto, Yiannopoulos não condenou a experiência. Ele disse: “Não foi abuso sexual.”
“Isso é realmente abuso sexual,” Rogan disparou.

Ainda que Yiannopoulos tenha claramente sido vítima de abuso sexual nas garras de um padre católico, ele respondeu: “Sou grato ao Padre Michael. Se não fosse por ele, eu não daria quase uma pessoa tão generosa.”

“Spotlight” parece se encaixar no caso de Yiannopoulos, mas ele não parece ter odiado seu abuso.
Yiannopoulos, que é um editor do site conservador Breitbart, se tornou herói em alguns círculos direitistas nacionalistas devido à sua retórica furiosa e desdém pelo politicamente correto, principalmente em universidades. No início deste mês sua palestra na Universidade da Califórnia em Berkeley foi cancelada depois que protestos contra sua visita se tornaram violentos. Até Trump se envolveu ameaçando retirar as verbas da universidade.

Muitos conservadores haviam criticado a CAPC por escolher Yiannopoulos como palestrante principal porque eles não o veem como conservador tradicional. Em vez disso, Yiannopoulos é visto como o líder do movimento alt-Right, um movimento que se orgulha do nacionalismo, que muitos acusam de racismo e antissemitismo.

Entretanto, os vídeos pró-pedofilia destruíram abruptamente sua oportunidade de palestrante principal.

“Devido à revelação de um vídeo ofensivo nas últimas 24 horas desculpando a pedofilia, a União Conservadora Americana decidiu cancelar o convite para Milo Yiannopoulos dar palestra na Conferência de Ação Política Conservadora,” Matt Schlapp, presidente da UCA, disse numa declaração na segunda-feira.

O Dr. Michael Brown disse:

“Primeiro, foi um erro a CAPC convidar Milo como palestrante principal, apesar de seu brilhantismo retórico e sua capacidade de desmantelar e expor os extremos ridículos do politicamente correto de hoje. Uma coisa é Milo dar palestra em universidades e outros ambientes, onde ele pode ser ele mesmo, inclusive usando sua grande variedade de palavrões, vulgaridades e estardalhaço gay. Mas outra coisa é a CAPC celebrar um homossexual assumido e orgulhoso como um de seus campeões (afinal, isso faz parte de ser um palestrante principal numa conferência desse tipo; você é convidado por causa de sua liderança e voz)… embora a CAPC seja uma organização política e não religiosa, se não conseguir manter uma posição firme contra o ativismo gay, deixará de ser verdadeiramente conservadora.”

Brown também disse:

“Milo atraiu a atenção para o fato de que muitos homens gays mais velhos estão envolvidos com homens gays mais jovens (comumente chamados de ‘meninos,’ de acordo com Milo), uma prática defendida em 2013 pelo influente jornalista gay Michelangelo Signorile, que comentou que ‘Historicamente, os homens gays se envolvem em encontros sexuais entre gerações, romances breves e relacionamentos de longa duração — entre adultos que consentem — provavelmente muito mais do que pessoas heterossexuais têm se envolvido.”

“Não é segredo que os ativistas gays estão muitas vezes na vanguarda da promoção da redução da idade de consentimento. Não é também segredo que a literatura gay durante séculos tem celebrado o ‘amor’ de homens adultos e meninos, e nesses casos, não há dúvida de que eles eram menores em vez de jovens.”

A tentativa de associar a homossexualidade com o conservadorismo produzirá um divórcio automático do aliado mais importante do conservadorismo: os valores cristãos.

O conservadorismo pode sobreviver sem o homossexualismo, mas não pode sobreviver sem valores cristãos.

No início deste mês, o Rev. Scott Lively alertou profeticamente acerca de “conservadores que estão sendo seduzidos a abraçar o porco faminto por atenção Milo Yiannopoulos como herói do conservadorismo: fujam!”

Ele também alertou que a união do nacionalismo e homossexualismo tem um precedente tenebroso: o nazismo.

A nova união do nacionalismo e homossexualidade não destruirá o movimento homossexualista. 

Trará o movimento homossexualista para dentro do movimento conservador, dando aos militantes gays o privilégio supremo de avançar sua ideologia por meio da Esquerda e da Direita ao mesmo tempo. Destruirá a união tradicional entre o movimento conservador e cristãos que creem na Bíblia nos Estados Unidos.

A Bíblia jamais condena o movimento homossexualista. Ela ataca somente a conduta homossexual, pois daí flui todos os males, inclusive o movimento homossexualista.

Se o movimento conservador rejeitar a Bíblia, não poderá ficar surpreso quando um líder gay “conservador” for pego desculpando o sexo entre homens e meninos.

O que é interessante é que quando o artigo de Lively sobre Yiannopoulos foi disponibilizado no Brasil, alguns nacionalistas católicos o atacaram porque, na visão deles, não existe problema um líder conservador ser um gay assumido. Contudo, um padre católico pedófilo de certo modo “produziu” o gay “conservador” Yiannopoulos.

E o Breitbart e a CAPC trabalharam para apresentá-lo, aos EUA e ao mundo, como um modelo de conservadorismo. A CAPC é politicamente tão importante que até o presidente Trump está agendado para dar uma palestra em seu evento.

O Breitbart, a CAPC e outros grupos conservadores precisam mais de Cristianismo com base na Bíblia e nenhuma homossexualidade “conservadora.” Não existe nenhuma necessidade de colocar homossexuais, que desafiam a Deus por meio de seus estilos de vida imorais, em papéis de liderança conservadora, mas existe necessidade de dar proeminência para a Bíblia e seus valores no movimento conservador.

Sem a Bíblia, o movimento conservador tem apenas cargos e proeminência inúteis para oferecer para Yiannopoulos e outros homossexuais, cujos vícios e problemas acabam destruindo o conservadorismo.

Com a Bíblia, o movimento conservador pode oferecer Jesus para Yiannopoulos e outros homossexuais.

O conservadorismo sem Jesus é inútil e não salva, não liberta e não cura os homossexuais e outras pessoas arruinadas.

Com informações do The Blaze, USAToday, The Washington Times, The Daily Beast e The Advocate.

Nenhum comentário