Últimas

CLÉRIGO ISLÂMICO: "MAOMÉ IRÁ TIRAR A VIRGINDADE DE MARIA, MÃE DE DEUS, NO PARAÍSO ISLÂMICO"; CADÊ O PAPA PARA SE MANIFESTAR?


Além de não saber nada sobre Maria pois ela teve mais filhos após Jesus, pensam como demônios.

Cadê a nota de repudio do papa?
---

Mais um exemplo do supremacismo islâmico (além da total falta de respeito para os outros). Texto abaixo oriundo de artigo da Russia Today.

Um clérigo egípcio ganhou a ira da comunidade cristã do Egito alegando que Maomé se casaria com Maria, a mãe de Jesus, no céu.

O Dr. Salem Abdel Galil, um estudioso da prestigiosa Universidade Al-Azhar no Cairo, fez as declarações inflamatórias durante o seu programa de televisão:

"Existem apenas quatro mulheres perfeitas", disse ele aos telespectadores. "Maryam [Maria], com quem isso começou; e Asiya, a esposa do faraó; e Khadija bint Khuwaylid [a primeira esposa do Profeta]; e Fátima, a filha do Profeta. Paz e orações a ela e ao nosso profeta."
"O próprio Profeta apontou para a posição elevada de Maryam. E posso diminuir sua posição, dizendo que só se refere a um tempo e lugar específicos? Não! Ela foi escolhida entre as esposas de ambos os mundos. Quatro mulheres foram escolhidas com Maryam. E Maryam é a primeira entre elas! E ela será a esposa de nosso favorito Maomé no céu, e ela será a primeira a entrar no céu, juntamente com os maiores profetas. E não apenas com os profetas, mas com os maiores profetas! "

Os comentários de Galil atraíram raiva de membros da minoria cristã do Egito. Nader Soubhi, do Movimento de Jovens Cristãos para Coptas Ortodoxos, exigiu um pedido de desculpas.

"Nós, cristãos, não reconhecemos nenhum aspecto da Virgem Maria, exceto sua santidade, sua pureza e sua virgindade. A Virgem Maria nunca perderá nenhum destes", disse ele, como citado pelo jornal liberal Elaph.

Maria é uma figura venerada no Islã. Acredita-se que ela tenha mantido a castidade durante toda sua vida, e alguns estudiosos sugeriram que ela se tornaria a esposa do profeta islâmico Maomé no pós-vida. No entanto, tal relação não é mencionada nem no Alcorão nem nos Hadices (tradições de Maomé).


Via: http://infielatento.blogspot.com.br/2017

Nenhum comentário