Últimas

CRISTÃOS ENFRENTAM A PERSEGUIÇÃO POR “IRRITAREM ESPÍRITOS BUDISTAS”


Em Mianmar, no sul da Ásia, cristãos que abandonaram o budismo estão sofrendo perseguições. Seus parentes ameaçam expulsá-los de suas casas pois acreditam que eles estão “irritando espíritos” associados à religião predominante do país.

Segundo relatório da missão Christian Aid, alguns encontraram a Cristo durante visitas a outros países. Mas quando voltaram para casa em sua vila em Burma, seus parentes negaram-lhes o uso da propriedade que tinham comprado.

Um casal, recém-convertido, que tem dois filhos, conta que foi “estritamente proibido” de receber qualquer pastor ou convidado cristão em sua casa, e não podem fazer cultos nem em seu próprio lar, revelou um missionário local. Os parentes estão monitorando a família de perto, e ameaçam expulsá-los se começarem a espalhar seus ensinamentos.

“Esses crentes não estão desanimados, mesmo que estejam enfrentando muitos problemas. Eles são fortes em sua fé, confiando em Deus que vai lhes dar condição de ganharem sua aldeia e evangelizar todos os moradores”, explica o missionário.
Adoração de espíritos

Mianmar, também chamado de Birmânia, oficialmente tem menos de 10% da população professando o cristianismo. O budismo, religião majoritária – quase 90% dos habitantes – na maior parte do país foi fundido com crenças ocultistas.

“Eles misturam a veneração a Buda com a adoração de espíritos – incluindo 37 ‘grandes espíritos’. A maioria deles foram seres humanos que morreram violentamente e possuem um ‘grande poder’. Também são invocados os espíritos associados com árvores, água, montanhas e outros aspectos da Natureza”, afirma um relatório da Christian Aid.

Por isso, quando algum cidadão começa a falar que Jesus é o maior espírito de todos, isso irritaria os espíritos adorados pelos birmaneses. Eles manifestaram isso a alguns líderes budistas e, os cristãos vêm sendo impedidos de cultuar livremente.

Grupos como o Ma Ba Tha, uma organização de monges budistas radicais, conseguiu introduzir leis de “Proteção da raça e da religião”, que cria “obstáculos intransponíveis para conversões e casamentos religiosamente mistos”, explica a missão Christian Aid. Com informações Christian Post


Por Jarbas Aragão - Gospel Prime

Nenhum comentário