Últimas

OBAMA ORDENA PREPARAR PLANO ANTES DE POSSÍVEL ERUPÇÃO SOLAR EM UM PRAZO DE 4 MESES

comp-2_00000

Algo muito mais sério que as eleições americanas poderá acontecer... não sou eu que digo, mas Obama...

Seria isso uma estratégia dele para permanecer no poder e instituir uma lei marcial?

Uma ordem executiva presidencial publicada no site da Casa Branca em 13 de outubro, explica como o Governo norte-americano deve responder a eventos como as erupções solares, que podem afetar a saúde e a segurança "de continentes inteiros". O que mais chamou a atenção sobre esta notícia, é o prazo no qual deve-se aplicar muitos destes preparativos: 120 dias, ou seja, 4 meses.

Mediante esta ordem executiva, o presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou uma série de medidas para preparar a nação para os fenômenos meterológicos espaciais.





A ordem executiva explica como as distintas autoridades dos EUA devem coordenar seus esforços para preparar-se e responder a "eventos climáticos espaciais" (tais como as erupções solares) que ocorrem regularente e algumas das quais tem "importantes efeitos nos sistemas críticos de infra-estrutura e tecnologias".

A ordem adverte que os "eventos extremos do clima espacial" podem desativar uma grande parte da rede de energia elétrica, o que resultaria "em uma cascata de falhas que afetariam os serviços essenciais como abastecimento de água, a saúde e o transporte", assim como a "segurança de continentes inteiros", por isso que o governo federal tem que ser capaz de predizer e detectar este tipo de evento, assim como responder a eles e recuperar-se de seus efeitos.



Segundo afirma o ponto 3 da Ordem Executiva:

"O Diretor do Escritório de Ciência e Tecnologia Política (OSTP), em reunião com o assistente do presidente para a segurança nacional e contraterrorismo e o diretor do escritório de administração e orçamento (OB), coordenaram o desenvolvimento e implementação das atividades do governo federal para preparar a nação para os eventos de clima espacial".

Em outro ponto, afirma-se que:

"O secretário de defesa garantirá o cuidado das observações operacionais sobre o clima espacial, análises, previsões e outros produtos para apoiar a missão do departamento de defesa, incluindo a prestação de alertas e avisos de fenômenos meteorológicos espaciais que possam afetar os sistemas de armas, operações militares, ou a defesa dos Estados Unidos".

Um prazo de 120 dias



No entanto, o que mais chamou a atenção sobre esta notícia, é o prazo no qual deve-se aplicar muitos destes preparativos: 120 dias, ou seja, 4 meses.

Em outras coisas, deram um prazo de 120 dias para que todos os reatores nucleares do país contem com protocolos de emergência, ante um possível evento climático espacial, assim como a elaboração de um plano por parte do secretário de energia, em colaboração com o secretário de segurança nacional, de um plano para por à prova possíveis dispositivos que mitiguem os efeitos das perturbações geomagnéticas sobre a rede elétrica.

"Nos 120 dias seguites à data desta ordem, os chefes dos organismos setoriais que supervisionam as funções de infraestrutura críticas, que incluem as comunicações, transporte, abastecimento de energia e água e sistemas de águas residuais, assim como os reatores nucleares, materiais e setor de resíduos, deverão estar preparados para dirigir, suspender ou controlar as operações críticas de tais infra-estruturas e suas funções, antes, durante e depois do evento de clima espacial".



Por outro lado, o departamento do interior tem que estudar "as variações do campo magnético da Terra associadas às interações entre o Sol e a Terra", enquanto que o departamento de energia tem que proteger e restaurar a rede de energia elétrica "durante uma emergência de segurança da rede declarada pelo presidente e associada à uma perturbação geomagnética".

"Dentro dos 120 dias seguintes à data desta ordem, o secretário de segurança nacional, através do administrador da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA) e em coordenação com os organismos pertinentes, darão lugar ao desenvolvimento de um protocolo federal coordenado para afrontar possíveis eventos iminentes relacionados com o clima espacial.

Nos 180 dias seguintes à publicação do protocolo, os organismo deverão desenvolver planos operacionais e documentar seus procedimentos e responsabilidades para a preparação, proteção e mitigação dos efeitos dos fenômenos meteorológicos espaciais iminentes".

Ou seja, em 10 meses, aproximadamente, os EUA deverão estar preparados para um suposto fenômeno espacial catastrófico relacionado principalmente com a atividade solar.

Segundo afirma o USA Today, esta ordem executiva de Obama também fez tornar pública pela primeira vez a existência de uma diretiva de política secreta previamente desconhecida, que Obama firmou em 15 de julho, na qual uma nova política de continuidade nacional que define as "funções essenciais nacionais" do governo federal. Tais diretivas, conhecidas como PPD, são talvez uma forma secreta de ordem executiva, circunscritas no âmbito da segurança nacional.




A princípio, esta ordem executiva não deve alarmar ninguém.

Estes tipos de ordens executivas são habituais e, a princípio, estaria dentro da normalidade que são promovidas. Afinal de contas, os preparativos ante catástrofes, são normais e de fato habituais nos EUA; além disso, giram em torno de uma indústria e permitem que grande quantidade de agências, repletas de empregados governamentais. absorvam grandes quantidade de dinheiro público e resultem em contratos com entidades privadas administradoras de todo tipo de produtos.

Na verdade, esta Ordem Executiva é a culminação dos preparativos destes últimos 6 anos, durante os quais, os EUA elaboraram a Estratégia Nacional sobre o Clima Espacial 2015, a qual foi acompanhada de um plano de ação.

De fato, poderíamos começar a fazer uma pergunta capciosa: na Espanha alguém preparou algo para um possível evento catastrófico deste tipo? [E no Brasil?]




Mas, além da piada espanhola, o certo é que sobre o assunto da Ordem Executiva de Obama, também podemos encontrar problemas... é que os preparativos que estabelece esta ordem executiva de "preparação ante um evento meteorológivo espacial", são muito parecidos aos que deveriam estabelecer-se ante um ataque de Pulso Eletromagnético, consistente em detonar uma bomba nuclear na alta atmosfera, cujo efeito destruiria grande parte dos dispositivos eletrônicos de toda a região afetada, fazendo cair com ele toda a rede elétrica do país e submetendo a tal nação à idade média, tecnologicamente falando, o que o tornaria totalmente vulnerável.

Tudo isso nos leva a fazermos algumas perguntas...

Os EUA está se preparando para um possível ataque de Pulso Eletromagnético, disfarçando-se sob os preparativos para uma possível tormenta solar para não alarmar a população?

Eles estão prevendo algum tipo de incidente solar iminente que requeira estes preparativos e eles estão ocultando da população?

Ou simplesmente, tudo isto faz parte dos preparativos normais ante qualquer incidência?

Nós apostamos na última opção e por intepretar literalmente o que estabelece a Ordem Executiva: realmente existe o perigo real de que algum dia uma tormenta solar provoque graves consequências na Terra e os EUA tenta prepara-se para isso.




De todas as formas, a informação está aí e talvez haja alguém que veja algo oculto que nós não podemos ver...

O que podemos intuir, é que há muitas pessoas que intimamente, estariam encantadas que o universo nos catigaria e fritaria toda nossa tecnologia, enviando-nos à idade da pedra, sem telefones, sem rede elétrica, sem abastecimento de água, sem carros... de repente nós toparíamos cara-a-cara com a cruel realidade, que já sabemos não adiantar de nada sem a ajuda dos nossos boatos...



Via: 

https://elrobotpescador.com/2016/10/14/obama-ordena-preparar-planes-ante-posible-erupcion-solar-peligrosa/
http://www.anovaordemmundial.com/2016/11/obama-ordena-preparacao-de-planos-ante-possivel-erupcao-solar.html
https://www.whitehouse.gov/the-press-office/2016/10/13/executive-order-coordinating-efforts-prepare-nation-space-weather-events

Nenhum comentário