Últimas

NOVO MEGA-MÍSSIL RUSSO "SATÃ 2" ESTÁ PROFETIZADO NA BÍBLIA?


Não há nenhum dia em que as notícias sobre o crescente e ameaçador poderio militar e bélico russo não venham produzir calafrios nos mais sensíveis e atentos ao desenrolar do calendário profético.

Afina, trata-se da Rússia, o inimigo "do Norte", por muitos estudiosos identificado como sendo o Gogue e Magogue das profecias apocalípticas.


A grande esquadra russa passou há poucos dias atrás ao largo da costa portuguesa, a caminho da Síria, para alegadamente prestar apoio às operações russas de apoio ao ditador Assad na sua luta contra os vários movimentos rebeldes. A pergunta é lógica: para quê tantos navios, um mega porta-aviões e tanto arsenal para aquela guerra?

Mais preocupante, é que toda aquela máquina de guerra militar está estacionada à beira de Israel, no porto sírio de Tartus, causando no mínimo a perda de sono a muito boa gente em Israel...

Desde há meses que a Rússia de Putin tem estado a dar sinais de uma crescente preocupação com a imagem bélica, talvez algo a ver com as próximas eleições norte-americanas, mas todas estas recentes movimentações têm levado a OTAN, as nações europeias e os próprios EUA a tomarem medidas preventivas contra aquilo que ninguém quer acreditar possa vir a acontecer, mas que a qualquer momento se poderá converter numa tenebrosa realidade.

"SATAN-2" - O MAIOR MÍSSIL NUCLEAR DA HISTÓRIA RUSSA


Há poucos dias atrás, a Rússia informou ter testado com sucesso o seu novo "RS-28", um míssil balístico intercontinental capaz de carregar 16 ogivas termo-nucleares. Essa arma terrível, adequadamente denominada "Satan 2" - "Satanás 2" - consegue causar uma explosão equivalente a 40 mega-toneladas, ou seja: 2.000 vezes mais poderosa que a bomba atômica que destruiu Hiroshima. Segundo as informações veiculadas pela agência noticiosa russa "Sputnik", a explosão dessas ogivas é capaz de arrasar por completo um território do tamanho da França, ou da Inglaterra, ou do estado norte-americano do Texas.

O sistema de disparo tem um alcance de quase 10.000 quilômetros, a uma velocidade de 7 quilômetros por segundo (cerca de 25 mil kms/hora), colocando ao seu alcance as costas ocidental e oriental dos estados Unidos, já para não falar da vizinha Europa.

Há fortes dúvidas de que haja algum sistema de defesa anti-míssil capaz de interceptar estas ogivas, quando disparadas a tão alta velocidade.

CUMPRIMENTO PROFÉTICO DE ISAÍAS?


Os cenários nucleares desta magnitude apresentados por esta nova arma são vislumbrados nas profecias bíblicas, especificamente as do profeta Isaías.

"De todo cambaleará a terra como o ébrio, e será movida e removida como a choça de noite"- Isaías 24:20.

"...as nações serão afugentadas como a pragana dos montes diante do vento, e como o que rola levado pelo tufão. Ao anoitecer eis que há pavor, mas antes que amanheça já não existe..." - Isaías 17:13, 14.

O profeta descreve o inverno nuclear com uma precisão aterradora, um período de frio e trevas provocado por uma guerra nuclear, originando uma camada de fumo e lixo elevando-se na atmosfera e bloqueando os raios do sol:

"Porque as estrelas dos céus e as suas constelações não darão a sua luz; o sol se escurecerá ao nascer, e a lua não resplandecerá com a sua luz" - Isaías 13:10.

O último capítulo de Isaías descreve a guerra nuclear em termos espirituais:

"Porque com fogo e com a Sua espada entrará o Senhor em juízo com toda a carne; e os mortos do Senhor serão multiplicados" - Isaías 66:16.

Um conceituado rabi do século 18, considerado o melhor intérprete da Velho Testamento da sua época, explicou que esta é a descrição da guerra de Gogue e Magogue, a qual causará a destruição do mundo em apenas 3 horas, levando-o à forma de "vazio e sem forma."

Obviamente que nos dias de Isaías tal guerra seria impossível, mas agora, num breve espaço de 3 horas, tudo pode acontecer.

TERCEIRA GUERRA MUNDIAL?


"A terceira guerra mundial já começou" - anunciou uma estação televisiva russa, que acredita que as autoridades do país estão a preparar abrigos antinucleares em Moscou.

Nesta altura de crescentes tensões entre a Rússia e o Ocidente por causa do conflito na Síria, esta nação "do Norte" apresenta o seu último "trunfo", uma poderosa ogiva nuclear que anuncia poder estar ao dispôr das forças militares do país já em 2018.

Mais tarde ou mais cedo, as assombrosas profecias bíblicas para os "últimos dias" terão de se cumpria. Estaremos perto?

Fonte: Shalom, Israel!

Nenhum comentário