Últimas

INSANIDADE: UNIVERSIDADE OFERECE ABSORVENTES GRATUITOS AOS HOMENS... SIM, AOS HOMENS!

Article Image

A esquerda política tem instituições americanas tão impregnadas de ideologia venenosa e politicamente correta que nós realmente temos ido ao fundo do poço, especialmente nos nos campus do (suposto) ensino superior.

Como observado pelo site The College Fix , os chamados "direitos humanos" agora se estendem para o reino de fornecer produtos de higiene feminina para os homens em banheiros da faculdade. E o que é pior, há várias pessoas que não acham que há uma coisa muito errada com essa demanda.

Não, nós não estamos inventando isso.

O site Cornell Daily Sun relatou recentemente que "milhares" de alunos da universidade Ivy League saíram em apoio de um "referendo" para que absorventes femininos grátis fossem colocados em todos os banheiros, incluindo o banheiro dos homens.

Mais de 2.000 graduandos confirmados assinaram uma petição para o referendo em menos de oito horas.

"Estamos atualmente em um período de comentário aberto", disse o presidente da Assembleia estudantil, Jordan Berger, da turma de 17. "Cada membro da comunidade Cornell está autorizado a apresentar declarações", continuou ela, acrescentando que o Conselho já havia recebido mais de 570 declarações.

As soluções do governo politicamente correto (PC) significam decisões que são baseadas em ideologia não em praticidade - ou mesmo na escolha

Como em Brown, outra escola da Ivy League, um aluno da assembleia de Cornell disse que quer oferecer estes produtos em todos os banheiros - inclusive os banheiros de mulheres, homens e de gênero neutro - porque, como Miranda Kasher, turma de 17, representante da mulheres SA, diz: "o objetivo final é fornecer gratuitamente produtos de higiene feminina para os alunos de Cornell e ser o mais abrangente possível ao fazê-lo."

Mesmo que isso signifique fornecer produtos femininos para os homens.

Esta loucura tem suas raízes no movimento politicamente correto com certeza, mas também em - de todos os lugares - da Affordable Care Act, mais conhecida como Obamacare. Se bem se lembram, o plano de seguro de saúde de "cobertura básica" que todos os americanos devem comprar inclui cuidados de maternidade, mesmo para os homens - e também para as mulheres que passaram da idade fértil. Os defensores desta loucura afirmam que tal loucura é necessária para que todos os planos sejam criados iguais e sem discriminação. Mas exigir que as pessoas comprem a cobertura que elas não querem e não precisam é realmente discriminatório, na medida em que favorece grandemente o governo sobre o direito do indivíduo de escolher o que é melhor para ele.

Quanto aos absorventes femininos nos banheiros dos homens, esse ativismo vem com um preço, literalmente, assim como a Universidade de Columbia descobriu.

Em um relatório separado, o site The College Fix observou que o centro de saúde da universidade cancelou a iniciativa do absorvente feminino depois de os administradores descobrirem que ninguém estava participando.

É óbvio: os líderes políticos da próxima geração não acham que você é inteligente o suficiente para tomar essas decisões por conta própria

O site Columbia Daily Spectator informou ainda que a escola terminou o programa-piloto depois de descobrir que apenas 137 estudantes pegaram 200 absorventes externos e 635 absorventes internos. Mas a escola tem mais de 4.500 estudantes, 51 por cento dos quais são do sexo masculino e 49 por cento do sexo feminino. A julgar por esses números, isso significa que apenas cerca de 6 por cento das estudantes do sexo feminino estavam pegando produtos menstruais grátis, presumindo que todas elas eram do sexo feminino e que cada uma era um indivíduo estudante.

Ao mesmo tempo, a vice-presidente da Columbia para a política, Abby Porter, declarou que três camadas de papel higiênico era um "luxo" e, portanto, seria interrompido - embora ela tenha considerado os produtos menstruais uma "necessidade".

Obviamente há uma enorme desconexão entre o "governo" PC ultra-esquerdista do aluno e o corpo estudantil em si.

Mas aqui está outro pensamento: Muitos estudantes envolvidos no governo do estudante, especialmente em escolas da Ivy League, estão interessados em governar como uma carreira, e, eventualmente, eles correm para o escritório ou receber nomeações para órgãos governamentais. Aqui nós temos alunos em várias escolas superiores, na verdade, defendendo a intervenção do governo no ciclo menstrual de uma mulher e outras funções do banheiro. Sua mentalidade é óbvia: o governo deve fazer até mesmo as decisões mais básicas sobre as funções corporais, porque os meros mortais são incapazes de fazê-lo.

Agora você sabe por que os EUA tem sido transformado em uma situação de grande governo babá, carente e chorão: As pessoas que se tornam nossos líderes foram treinados em micro gestão e autoritarismo desde o início.

Via http://www.naturalnews.com/055551_Cornell_University_tampons_political_correctness.html

Nenhum comentário