Últimas

TUFÃO MALAKAS E TERREMOTO DE 6.1 ATINGEM O JAPÃO

O tufão Malakas deixou nesta terça-feira pelo menos 36 feridos e um desaparecido, além de grandes inundações que afetaram gravemente algumas cidades e infraestruturas, durante sua passagem pelo sul e pelo oeste do Japão.

Além disso, Malakas provocou o cancelamento de aproximadamente 130 voos em todo o país e forçou as autoridades a emitirem recomendações de evacuação para cerca de 680 mil pessoas em diversos pontos do arquipélago, informou a emissora pública "NHK".

Às 19h locais (7h de Brasília) Malakas, o 16º tufão da temporada 2016 no Pacífico, se encontrava a cerca de 50 quilômetros ao norte da cidade de Hamamatsu, na província de Shizuoka (costa leste do país), segundo a Agência Meteorológica do Japão (JMA, sigla em inglês).

A tempestade se desloca rumo ao leste com ventos de mais de 120 km/h e chuvas contínuas. Espera-se que o sistema de baixa pressão passe perto da capital, Tóquio, nas próximas horas, antes de deixar o território japonês e seguir se delocando pelo Oceano Pacífico.

A JMA decretou o alerta vermelho por chuvas em 25 províncias do oeste, centro e leste do país, e também pediu precaução máxima diante de possíveis transbordamentos e deslizamentos de terra.

Malakas tocou terra hoje na província de Kagoshima, no sudoeste do país, onde algumas áreas chegaram a registrar mais de 100 milímetros de chuva por hora.

Nesta região, uma ponte da cidade de Tarumi ficou completamente destruída pelo aumento do nível de água, de acordo com imagens exibidas pela "NHK".

As intensas chuvas também causaram o transbordamento de um rio na cidade de Nobeoka (província de Miyazaki), que ficou inundada quase em sua totalidade.

O tufão seguiu se deslocando em direção ao leste ao longo do dia e voltou a tocar terra na província de Wakayama, no oeste do país.

Muitas localidades do oeste, sul e sudoeste tiveram hoje sua média mensal de precipitações para todo o mês de setembro superadas devido às fortes tempestades trazidas por Malakas.

Fonte: EFE.


Terremoto de magnitude 6,1 atinge principal ilha do Japão


Um terremoto de magnitude 6,1 atingiu nesta terça-feira o sudeste da principal ilha japonesa, Honshu, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

O tremor, de profundidade de 33 quilômetros, ocorreu a quase 400 quilômetros das ilhas Izu, sudeste de Honshu. Não houve relatos imediatos de uma tsunami ou quaisquer danos.

Fonte: Reuters.

Nenhum comentário