Últimas

PEDRA DA PLACA PEITORAL USADA POR SUMOS SACERDOTES É ENCONTRADA EM JERUSALÉM

Resultado de imagem para placa sacerdotal pedras

Quase 2 mil anos após a destruição do Segundo Templo em Israel, dois artefatos históricos foram encontrados por especialistas: uma pedra da placa peitoral do Sumo Sacerdote e uma balança pertencente à família sacerdotal.
---

Uma pequena pedra ônix, que chegou a pertencer a um cavaleiro templário há mais de mil anos e foi transmitida de geração em geração, teve sua origem descoberta — era uma das jóias que compunham o peitoral do Sumo Sacerdote, em Jerusalém.

De acordo com o livro de Êxodo, a placa é denominada de “peitoral do juízo”, porque continham o Urim e Tumim, usados para a revelação divina.

A placa peitoral que o Sumo Sacerdote utilizava era dobrada ao meio, formando um bolso onde ficava um pergaminho contendo o nome de Deus. Este nome fazia com que certas letras gravadas sobre as pedras preciosas acendessem de acordo com as questões perguntadas.

Aquele que desejava uma resposta (e apenas questões de relevância dentro da comunidade israelita poderiam ser perguntadas) ia ao Sumo Sacerdote. Ele se virava para a Arca da Aliança, e o inquiridor de pé, atrás, fazia a pergunta em voz baixa. O Sumo Sacerdote, olhando para as letras que se acendiam, era inspirado para decifrar a resposta de Deus.

O atual proprietário está em busca de investidores que estejam dispostos a adquirir a pedra e enviá-la para Israel.

"Existem pedaços da herança egípcia em museus de todo o mundo. As pessoas encontram algo e vendem, sem buscar entender melhor. Várias pessoas têm tentado comprar ou vender esta pedra, para transformá-la em um negócio. Tudo o que eu realmente queria era levar a pedra de volta para Israel, onde ela pertence", disse ele ao site Breaking Israel News.

Balança do sacerdote

A balança foi encontrada em uma escavação feita na Sinagoga Tiferet Israel, em Jerusalém, realizada pela Autoridade de Antiguidades em parceria com a Universidade Hebraica.

A balança do Sumo sacerdote apresenta duas linhas de texto em aramaico. (Foto: IAA/Oren Gutfeld e Asaf Peretz)

Segundo o arqueólogo Dr. Oren Gutfeld, a balança apresenta duas linhas de texto em aramaico e uma lira. Obscurecida por rastros de queimadura, é possível ler nome da família do sumo sacerdote na peça.

"Isso não acontece muito, então eu me emociono quando encontro esses artefatos. Fiquei pálido e até senti um pequeno tremor ao ver o nome do sumo sacerdote", disse Oren.

A Sinagoga Tiferet Israel foi construída no século 19, mas destruída anos mais tarde pelos jordanianos. Escavações feitas no local já descobriram diversos artefatos históricos do Primeiro e Segundo Templo judaico e dos impérios Otomano, Mameluco e Bizantino.


Via http://guiame.com.br/gospel/israel/pedra-da-placa-peitoral-do-sumo-sacerdote-e-encontrada-por-especialistas.html

Nenhum comentário