Últimas

MUÇULMANOS INVADEM UNIVERSIDADE E TENTAM QUEIMAR CRISTÃOS VIVOS

Sebastian Kolowa Memorial University website

Uma pessoa foi morta a tiros e duas outras ficaram feridas durante um ataque a uma universidade cristã na Tanzânia. Perto da meia-noite do dia 2 de setembro, vários homens armados atearam fogo a um prédio da Universidade Memorial Sebastian Kolowa.

O campus pertence à Igreja Evangélica Luterana da Tanzânia, e seu nome é uma homenagem ao primeiro bispo luterano africano ordenado naquela região. Testemunhas disseram à imprensa local que os terroristas discutiam em alta voz como iriam fuzilar os estudantes antes de atear fogo ao local. Há suspeitas que sejam membros do grupo extremista Al Shabaab.

Felizmente os seguranças chegaram a tempo de impedir um massacre. Os homens não identificados, que se identificaram como muçulmanos, derramaram gasolina no alojamento estudantil e atearam fogo, na tentativa de queimar todos vivos. As chamas se espalharam rapidamente, obrigando os estudantes a pularem pelas janelas e fugirem para uma floresta próxima.

Logo a equipe de segurança do local chegou. Houve troca de tiros. Um guarda foi morto pelos jihadistas e dois outros ficaram gravemente feridos. Várias pessoas sofreram intoxicação leve por causa da inalação de fumaça. Os assassinos conseguiram escapar.

A universidade fica perto da fronteira com o Quênia. Em abril do ano passado, mais de 150 pessoas, a maioria estudantes, morreram quando militantes da Al Shabaab atacaram a Universidade Garissa. Os sobreviventes falaram de execuções impiedosas pelos extremistas, que literalmente caçaram durante horas os alunos não-muçulmanos em salas de aula e dormitórios. Com informações dePremier e Open Doors.


Por Jarbas Aragão - Gospel Prime

Nenhum comentário