Últimas

CICLONE GIGANTE COM PODER DE FURACÃO ATINGE O CONE SUL


O ciclone extratropical que atua agora com seu centro na foz do Rio da Prata é um dos mais intensos da história recente do Atlântico Sul. A sua dimensão impressiona. 

Veja na imagem de satélite GOES que cobre todo o Hemisfério Ocidental do planeta o tamanho do sistema que está trazendo vento de até 140 km/h no Prata. (Meteorologista Estael Sias).


A MetSul Meteorologia alerta que o raio de ação (campo de atuação) dos ventos de um violento e enorme ciclone extratropical de 960 hPa a Leste do Rio da Prata (imagem) se aproxima mais do Estado e traz um dia muito ventoso no Rio Grande do Sul nesta quarta-feira. O centro do ciclone, porém, em nenhum momento chegará ao Estado. Na maioria das regiões, o vento máximo deve variar entre 60 km/h e 80 km/h. Mais para o Oeste e o Noroeste do Estado, o vento não chega a ser muito forte e será predominantemente fraco a moderado. Rajadas intensas e com potencial de danos e transtornos, localmente acima de 100 km/h, podem ocorrer no Sul e no Leste do território gaúcho nesta quarta. Na beira da praia, no Litoral Sul gaúcho, rajadas de 100 km/h a 120 km/h. Mar estará muito agitado na orla com ressaca e o porto de Rio Grande não deve operar. Em Porto Alegre, o vento sopra forte a muito forte com rajadas de 70 km/h a 90 km/h. São esperados novos transtornos, especialmente no Sul do Estado e na costa, como queda de postes, árvores, falta de luz e alguns destelhamentos. Na quinta, com o afastamento do ciclone, o vento sopra mais fraco.

Vento com força de furacão na Argentina e no Uruguai

A região próxima ao Prata enfrenta vento com força de furacão (acima de 120 km/h) desde o período da tarde. O ciclone se intensificou muito no Atlântico Sul hoje com vento de 140 km/h e ondas de 8 metros na costa da província de Buenos Aires. Mar del Plata teve danos e as aulas suspensas. A costa uruguaia está sendo duramente castigada por violento vento causado pelo ciclone com rajadas de mais 120 km/h. Até 20h, as maiores rajadas eram de 122 km/h em Laguna del Sauce (Maldonado), 119 km/h em Punta del Este (Maldonado) e 105 km/h em Montevidéu. Há registros de estragos como quedas de postes, de grande número de árvores, destelhamentos e desabamento de estruturas. Vidros de lojas e prédios quebram com a força do vento em Punta del Este. O vento vai seguir muito intenso na costa uruguaia no restante do dia e na madrugada e manhã desta quarta com rajadas acima de 100 km/h, mas diminui da tarde para a noite amanhã. O número de danos pode ser significativo e as condições são muito perigosas para se estar na rua no Sul do Uruguai pela queda constante de árvores e cabos de energia pelo vento extremo por muitas horas seguidas. (Meteorologista Estael Sias).


Via https://www.facebook.com/metsulmeteorologia

Nenhum comentário