Últimas

ALERTA: RISCO IMINENTE DE TERREMOTO NA FALHA DE SAN ANDREAS NA CALIFÓRNIA

Autoridades estadunidenses, incluindo o USGS, estão alertando os cidadãos que moram na porção sul da Califórnia sobre a real possibilidade de terremoto maior que 7.0 magnitudes ocorrer até o dia 5 de outubro na costa oeste do país.

Zona de enxame sísmico registrado abaixo de Salton Sea e que disparou o alerta de possibilidade de terremoto no sul da Califórnia.


O alerta foi dado após um intenso enxame sísmico abaixo de Bombay Beach, na Califórnia, na chamada zona sísmica Brawley, no extremo sul da falha tectônica de San Andreas.

De acordo com o USGS, Instituto de Pesquisas Geológicas, dos EUA, há entre 0.03% e 1% (1 em 3000 a 1 em 100) de chance da região sul da Califórnia ser atingida por um forte terremoto nos próximos sete dias, com possibilidade decrescente ao longo do tempo.

Segundo o USGS, essa possibilidade foi estimada através de modelos probabilísticos, calculados após um enxame sísmico de 142 tremores sequenciais entre 1.4 e 4.3 magnitudes serem registrados desde 26 de setembro.

Essa bateria de tremores está ocorrendo próximo a um conjunto de falhas tectônicas cruzadas em sentido norte-nordeste, a cerca de 4 a 9 km imediatamente abaixo de Salton Sea, um enorme lago salgado situado abaixo do nível do mar.

O alerta da possibilidade de um forte terremoto também foi emitido pelo CEPEC (California Earthquake Prediction Evaluation Council), um comitê de especialistas criado para revisar as previsões de terremotos e alertar o governador da Califórnia sobre tomadas de decisões.

Para o CEPEC, o risco de terremoto pode ser ainda maior e chegar a 1.2% de chance de um sismo maior ou igual a 7.0 magnitudes e colocou em aviso as cidades de Ventura, San Diego, San Bernardino, Riverside, Orange, Los Angeles, Kern e Imperial, todas na porção sul do Estado.

O norte do México também está em alerta, já que cidades fronteiriças e populosas como Mexicali e Michoacan de Ocampo situam-se a menos de 100 km do Mar de Salton e também são cortadas pela falha de San Andrea,



Via Apolo 11

Nenhum comentário