Últimas

ROTHSCHILD: "MUNDO VIVE O MAIOR EXPERIMENTO MONETÁRIO DA HISTÓRIA"; ESTARIAM ELES PLANEJANDO UMA NOVA CRISE ECONÔMICA?


O chefe do fundo de investimento RIT Capital Partners, Jacob Rothschild, afirma que as taxas de juros baixas, os lucros negativos da dívida pública e a flexibilização quantitativa fazem parte do maior experimento financeiro da história.

"Suas consequências são ainda desconhecidas", adverte.

"Nos seis meses analisados, os bancos centrais continuaram com o que é sem dúvida o maior experimento da política monetária da história mundial", escreve Rothschild no relatório financeiro semestral da empresa.

De acordo com o multimilionário, "estamos em águas desconhecidas", e é impossível prever as consequências da combinação das baixas taxas de juros, com 30% da dívida pública mundial com lucros negativos e a flexibilização quantitativa a uma escala em massa.

Além disso, o banqueiro afirma que esta política tem dado lugar a um rápido crescimento das bolsas de valores - as ações americanas cresceram três vezes desde 2008 - com um investimento cada vez maior e uma volatilidade que se mantém baixa.

No entanto, embora quase todos os investimentos tenham sido impulsionados por esta "crescente onda monetária", o verdadeiro setor da economia "continua anêmico, com uma demanda fraca e deflação em muitas partes do mundo desenvolvido", constata Rothschild.

O multimilionário adverte também que muitos riscos presentes em 2015 continuam sendo relevantes para a economia global, enquanto que a situação geopolítica se deteriora.

Entre esses riscos Rothschild inclui o voto do Reino Unido por abandonar a União Europeia, as eleições presidenciais nos EUA e a desaceleração do crescimento econômico chinês. Outro risco é o terrorismo global, que, segundo Rothschild, é uma consequência da continuação do conflito no Oriente Médio.


Segundo um relatório de Merryl Lynch do Bank of America publicado em julho, as taxas de juros nos países desenvolvidos e, principalmente nos EUA, (0,5%) encontram-se atualmente em seu nível mais baixo em 5.000 anos. Em sua batalha contra a deflação, países como Suécia ou Japão tê, recorrido a taxas políticas negativas.

Outro problema são os lucros negativos da dívida pública. Em junho, o bônus alemão em 10 anos, caiu para abaixo de 0% pela primeira vez na história. A companhia de investimento Janus Capital, estimou que os lucros globais são agora os mais baixos em 500 anos, com um total de 10 bilhões de dólares em lucros negativos. "Isto é uma supernova que explodirá um dia", garantiu então o reconhecido investidor Bill Gross.


Via https://elmicrolector.org/2016/08/17/rothschild-advierte-que-el-mundo-vive-el-mayor-experimento-monetario-de-la-historia/ e www.novaordemmundial.com

Nenhum comentário