Últimas

MEU PITACO POLÍTICO: O IMPEACHMENT DE DILMA E O MAIS DO MESMO

Prometi que iria parar com política, mas vou dar meu último pitaquinho...

Com a saída de Dilmãe Ruinsself, as coisas irão melhorar?
Minha resposta é NÃO!
Marcos você virou petista, esquerdista, comunista?
É lógico que NÃO!

Depois da fatídica imagem do momento de piadas e gargalhadas entre o acusador Aécio Neves, a ré Dilma Rousselff, e o juiz Ricardo Lewandowski... e ainda, a denunciadora fala de Janaína Pasqual, se auto declarando "de esquerda", pedindo também desculpas à Dilma, por "fazê-la sofrer", durante o julgamento no senado, minha conclusão é esta:

Tudo isso é uma grande ENCENAÇÃO, para salvar o projeto marxista-globalista de perpetuação de poder do Foro de São Paulo + Pacto de Princeton, se "desfazendo" de uma senhora inútil que mal sabe desenvolver uma frase por si só... Para eles é melhor se desfazer de uma(a) peça, do que destruir todo o projeto.

Então... não confie em Temer, Caiado, Magno Malta, DEM, PSDB, PSC e etc... pois mesmo eles criticando publicamente o conluio entre PT, Cuba, Venezuela, e toda a trupe bolivariana, eles nunca baterão de frente contra o Foro de São Paulo, Pacto de Princeton, e principalmente o globalismo socialista... É uma falsa oposição.

CONFIE EM CRISTO. SÓ NELE ESTÁ DEPOSITADA A VERDADEIRA JUSTIÇA.

Não se iluda!
Yeshua, o Cristo, disse que seus discípulos viveriam como estrangeiros neste mundo, pois pelo fato de serem seus seguidores, o mundo os odiaria (João 15:18, 19). Quem renuncia a si mesmo, toma sua cruz e segue a Cristo (Mateus 16:24), vive como peregrino neste mundo, pois ele jaz no maligno (I João 5:19). Yeshua ainda confessou perante Pilatos que seu Reino não é deste mundo, pois se fosse, Ele mandaria os seus próprios servos pelejarem por Ele (João 18:36). O Reino de Deus não é comida e nem bebida, mas é paz e alegria no Espírito (Romanos 14:17). O Reino de Deus não possui aparência física, pois ele está em nós (Lucas 17:20, 21), templos do seu Espírito.

Pronto... não falo mais.


Marcos P. Efraim Goes

Nenhum comentário