Últimas

URGENTE: CONSULTA PÚBLICA DO PROJETO ESCOLA SEM PARTIDO


O Senado Federal está conduzindo uma consulta pública sobre o Projeto de Lei No. 193/2016 que trata das diretrizes do Programa Escola Sem Partido, que visa combater a doutrinação e a imposição autoritária de uma visão política e ideológica únicas e hegemonistas no ambiente escolar. Toda a esquerda brasileira decidiu se colocar contra essa iniciativa, e para isso está mobilizando sua militância paga para atuar nas redes sociais, bem como seus aparelhos sindicais, para votar maciçamente contra o projeto. A melhor resposta que podemos oferecer é também nos mobilizar e votar a favor do projeto, convidando amigos e familiares a fazerem o mesmo.

Para votar na consulta acesse esse link aqui:

Na figura abaixo seguem duas ilustrações de um livro didático que traz o selo da Fundação Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), uma autarquia vinculada ao MEC e que é responsável, entre outros, pela distribuição gratuita de livros didáticos nas escolas da rede pública de ensino de todo o país. O site da FNDE pode ser acessado aqui.

O livro em questão faz uma abordagem laudatória ao extinto regime comunista da antiga União Soviética, sem informar que esse regime de ditadura foi responsável direto pela morte de mais DE setenta milhões de pessoas inocentes, incluindo os mais de três milhões de ucranianos que morreram de fome quando do confisco de toda produção agrícola da Ucrânia por parte de Joseph Stalin durante a década de trinta do século passado.

Portanto, o livro adota uma visão unilateral parcial e ideologicamente orientada da história, e se constitui em um instrumento de propaganda e de doutrinação ideológica dos estudantes, que ficam dessa forma privados de conhecer a história sob outros pontos de vista que não aquele adotado pela esquerda marxista. É essa hegemonia de uma visão única da história que o Projeto de Lei da Escola Sem Partido procura combater, ao assegurar aos estudantes o direito de conhecer os diversos pontos de vista dos fatos históricos e sociais abordados em sala de aula.
149





Via https://criticanacional.wordpress.com

Nenhum comentário