Últimas

PÁGINA LGBT FAZ CAMPANHA CONTRA EVANGELIZAÇÃO DE ÍNDIOS

Sao-Paulo-Historia-Geografia-31-01

Uma página LGBT no Facebook está fazendo campanha contra a evangelização de comunidades indígenas. Meu amigo Gabriell Stevenson deu uma resposta apropriada a esse disparate:

Quem é mesmo que libera a entrada de missionários para dentro das tribos? OS ÍNDIOS. (Nenhum órgão governamental tem o direito de vetar isso.)

Quem aceita e acolhe os missionários? OS ÍNDIOS.
3. Quem tomará a decisão de expulsar os missionários, caso se tornem um empecilho? OS ÍNDIOS.
4. Quem decidirá se abraçará ou não a fé cristã? OS ÍNDIOS, usando seu livre-arbítrio.
5. Quem é o dono daquelas terras? OS ÍNDIOS.
6. Quem, no fim das contas, tomará a decisão de mudar isso ou aquilo na cultura local? O povo local, nesse caso, OS ÍNDIOS.
7. Quem decidirá se o cristianismo será um maleficio ou um benefício ao povo indígena? OS ÍNDIOS.
8. E os de fora que querem se meter na decisão que cabe ÚNICA e EXCLUSIVAMENTE aos índios? São um bando de ZÉ MANÉS que nem ao menos sabem que entre as dezenas de tribos que já foram evangelizadas, e hoje abraçaram a fé cristã, muitas continuam com DIVERSOS dos seus usos e costumes, como festas, danças, comidas, vestimentas, enfeites, pintura corporal, etc. Aconselho, inclusive, irem numa viagem missionária e visitarem tribos que estão sendo evangelizadas e perguntar AOS ÍNDIOS o que ELES ACHAM disso, ao invés de ficar com MI-MI-MI NA INTERNET, pois, no fim das contas, ELES É QUE SÃO OS VERDADEIROS INTERESSADOS E ENVOLVIDOS NISSO! Os ÚNICOS que têm o DIREITO de ACEITAR ou NÃO SER EVANGELIZADOS (o que cabe a cada tribo individualmente)!


“Mas evangelizar os índios é uma agressão!” Chora mais… só rindo dessas baboseiras, mesmo!


O cartaz da campanha LGBT.

Nota: Agressão é tratar os índios como idiotas, incapazes de escolher o próprio caminho e decidir o que fazer da vida. Eles devem ser proibidos de ter acesso a remédios inventados pelo “branco”?
Devem ser impedidos de ter acesso à internet e à tecnologia? Devem ser privados de conhecer outras culturas e interagir com elas? Há muitos anos a Igreja Adventista do Sétimo Dia, e muitas outras Denominações evangélicas têm feito trabalhos de desenvolvimento social entre tribos brasileiras. 
Frequentemente, o que os missionários, os pastores e os voluntários da igreja encontram em algumas tribos são pessoas devastadas por vícios como alcoolismo e tabagismo. Levados por quem? Sim, pelo “branco”. Há tribos em que a igreja ajudou os índios a construir casas mais confortáveis e saudáveis, a plantar e a trabalhar para se auto-sustentar, a praticar hábitos saudáveis, etc. Também lhes apresentou a Bíblia e a Jesus, é verdade. E isso fez grande diferença na vida dos que escolheram livremente seguir a religião bíblica. E tudo isso foi feito sem violar a cultura indígena, naquilo em que ela não é incompatível com a Palavra de Deus – exatamente como acontece com qualquer cultura alcançada pelo Evangelho. Os índios continuam sendo índios, mas exerceram o livre-arbítrio humano para escolher a religião que queriam seguir. O que esses militantes LGBT têm feito pelos índios? [MB]

Via: Criacionismo e http://www.apocalipsenews.com/

Nenhum comentário