Últimas

"DIREITOS" DAS MULHERES SOB O ISLÃ - UM ARTIGO PARA AS FEMINISTAS E ESQUERDISTAS HIPÓCRITAS E OMISSAS


O manual de Lei Islâmica, The Reliance of the Traveller, documento da "moderada" Universidade Al-Ahzar, no Egito (a mesma onde o presidente dos EUA Obama fez um discurso em 2009), define como Direito das Mulheres o seguinte:

1. Mulheres devem ser circuncizadas (ter o clítoris cortado fora) -- leia mais aqui.
2. Não podem deixar a casa sem autorização do pai, marido ou guardião. Ao sair, precisam da companhia de um homem (parente).
3. Só podem se casar com um muçulmano (homens podem se casar com infiéis).
4. Precisam da permissão do pai ou guardião legal para se casar.
5. Só podem se casar uma vez (homens, até 4 ... além das escravas sexuais [Alcorão 4:3] ... e pode se casar com quantas esposas temporárias quiserem).
6. Podem ser divorciadas por qualquer motivo, bastando ao homem dizer 3 vezes: “eu me divorcio.” (elas não tem o mesmo direito.)
7. Esposas podem apanhar [Alcorão 4:34] -- leia o porque aqui.
8. Direito de Herança: A parte do homem deve ser duas vezes a parte da mulher [Alcorão 4:11; 4:176].
9. Em casos de adultério ou estupro, a mulher precisa do testemunho de quatro homens [Alcorão 24:11-20]. Se ela não provar sua inocência (mesmo do estupro), ela é apedrejada. -- leia o porque aqui.
10. O testemunho da mulher vale a metade do testemunho do homem [Alcorão 2:282] .
11. Esposas podem ser estupradas.
12. Exceto quando na frente de parentes próximos, devem se cobrir mostrando apenas os olhos e as mãos [Alcorão 33:59].


Esses direitos são aplicados diferentemente nos países islâmicos dependendo de quanto secular ou radical eles são. Mas todas as escolas de jurisprudência islâmica concordam com esses direitos (em outras palavras, é isso que os muçulmanos aprendem como sendo a Lei de Alá no tocante às mulheres).

De onde vem estes "direitos"?

1. Circuncizão Feminina (mutilação da genitália) -- leia mais aqui

2. Permissão para sair de casa:
m10.4 O marido pode proibir sua esposa de sair de casa (O: por causa do hadith relatado por Bayhaqi que o Profeta (Alá o abençoe e lhe dê paz) disse. "Não é admissível que uma mulher que acredita em Alá e no último dia permita que alguém entre na casa do seu marido se ele se opõe, ou de sair dela, se ele for avesso''). Mas, se um dos seus parentes morrer, é preferível deixá-la sair para visitá-los.
3. Não podem se casar com quem desejarem:
Não despose homens idólatras [com suas mulheres] até que eles se tenham convertido. (Alcorão 2: 221)
4. Permissão para se casar vem do guardião:
m3.13 (1) O único guardião que pode impor a sua guarda a se casar é o pai de uma noiva virgem, ou pai do seu pai, impor significa a casá-la com um partido apropriado (def. m4) sem o seu consentimento.
5. Poligamia e escravidão sexual (veja observação sobre "o que é sexo lícito" no final de tudo):
Case-se com as mulheres, que parecem boas para você, duas ou três ou quatro; e se você tiver receio de não poder fazer justiça (para tantas) então uma (apenas) ou (as cativas) que sua mão direita possui (Alcorão 4:3).
6. Divórcio
n2.1 Um homem livre tem 3 pronunciamentos de divórcio (O: por causa da palavra de Alá Altíssimo, "O divórcio é duas vezes, em seguida, mantenha com bondade ou libere graciosamente" (Alcorão 2: 229), e quando o Profeta (Alá o abençoe e lhe dê paz) foi questionado sobre a terceira vez, ele disse, "é o dito de Alá, 'ou libere graciosamente' ").
7. Esposas podem apanhar:
As boas esposas são devotamente obedientes, e que se guardam na ausência o que Alá teria guardado. Quanto àquelas, em cuja parte você teme rebelião, (primeiro) as admoeste, (depois) se recuse a compartilhar suas camas, (e por último) bata nelas; mas se elas retornam à obediência não busque nada mais contra elas. (Alcorão, 4:34)
8. Herança:
Alá cobra respeito (provisão para) seus filhos: ao homem o equivalente da parte de duas mulheres, ... (Alcorão 4:11).
... para o homem o equivalente da parte de duas mulheres (Alcorão 4:176).
9 e 10. O testemunho do homem vale mais:
Chame duas testemunhas do sexo masculino dentre vós, mas se dois homens não podem ser encontrados, então um homem e duas mulheres julgadas capazes de a agir como testemunhas ... " (Alcorao 2:282)
o24.7 testemunho do que se segue é juridicamente aceitável quando se trata de casos envolvendo propriedade, ou operações relacionados com a propriedade, tais como vendas:
(1) dois homens;
(2) duas mulheres e um homem;
o24.9 Se testemunho for relativo a fornicação ou sodomia, então ele requer quatro testemunhas do sexo masculino (O: quem depor, em caso de fornicação, testemunha que viu o infrator inserir a cabeça de seu pênis na vagina).
o24.10 Se testemunho for relacionado com coisas que os homens normalmente não vêem (o: mas as mulheres vêem), como parto, então é suficiente ter duas testemunhas do sexo masculino, ou um homem e duas mulheres, ou quatro mulheres.
E porque o testemunho do homem vale mais?
"O Profeta disse: "Não é o testemunho de uma mulher igual a metade da de um homem?" As mulheres disseram: "Sim". Ele disse: "Isso é por causa da deficiência da mente da mulher." Sahih Bukhari 3:48:826
E, é claro, Alá disse:
... E chame para testemunhar, de entre os seus homens, dois deles como testemunhas. E se não existirem dois homens à disposição, então um homem e duas mulheres, de modo como você aprovar como testemunhas, de modo que se a que falar errado (por esquecimento) a outra vai se lembrar. ...  Alcorão 2:282
11. "Esposas podem ser estupradas." Esta afirmação não faz sentido quando olhada pelo ponto-de-vista da lei islâmica Sharia, pois segundo ela estupro é adultério violento. Se um marido se força sobre a sua esposa, ela deve entender que sexo faz parte do casamento e o ato não pode ser chamado de estupro, apesar de ser repreensivo. Logo, segundo a Sharia, uma esposa nunca é estuprada, mesmo quando isso acontecer de verdade.

12. Devem se cobrir todas, deixando apenas os olhos e as mãos visíveis:
Profeta! Diga a suas esposas e filhas, e todas as mulheres muçulmanas, para usarem capas e véus cobrindo todo o seu corpo (cobrindo-se totalmente exceto para um ou dois olhos para ver o caminho). Isso vai ser melhor. Elas não vão se aborrecer e nem serem molestadas. (Alcorão 33:59)

Parêntesis: o que seria "sexo lícito" segundo a lei islâmica?

Para o homem:
Sexo com uma das suas 4 esposas.
Sexo com uma mulher “que a sua mão direita possuir” (escrava sexual = mulher não-muçulmana … e existem regras para isso também que inclusive justificam o estupro de mulheres não-muçulmanas - é por isso que Mohammed é o nome mais comum dentre os estupradores na Inglaterra).
Independente do seu estado civil, o homem pode ter sexo com uma esposa temporária. O homem pode ter várias esposas temporárias simultaneamente.
Para mulher:
Sexo com o seu marido.
Sexo com um "marido" dentro de um contrato de casamento temporário (apenas se ela for solteira, divorciada ou viúva - uma mulher casada não pode arranjar um casamento provisório: isso seria adultério).
O islão favorece a luxúria masculina.



Via: http://infielatento.blogspot.com.br/

Nenhum comentário