Últimas

NOVO TERREMOTO ATINGE O EQUADOR

Equipes de resgate retiram nesta quarta-feira (20) corpo dos destroços provocados por tremor que atingiu o Equador. Nesta manhã um novo tremor atingiu a costa do país (Foto: Rodrigo Buendia / AFP)

Um novo terremoto de 6.1 de magnitude atingiu a costa do Equador por volta de 5h30 (horário local) desta quarta-feira (20). O epicentro foi a 214 km da capital, Quito, segundo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). No sábado (15), um tremor deixou pelo menos 480 mortos.

O sismo mais recente aconteceu a 70 quilômetros da cidade litorânea de Esmeraldas, às margens do Pacífico, e a 10 quilômetros de profundidade, informou o Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico –- numa área próxima ao epicentro do terremoto de magnitude 7,8 de sábado, segundo a Reuters.

Testemunhas na região disseram que dois tremores fortes de cerca de 30 segundos cada foram sentidos nas primeiras horas do dia em Cojimies, mais ao sul da costa em comparação ao sismo do final de semana. As pessoas acordaram e correram para as ruas.

Nenhum alerta de tsunami foi emitido. O terremoto não foi sentido na capital Quito, que fica em uma área mais elevada, e não surgiram relatos imediatos de danos.

Réplicas
Mais de 400 tremores secundários de diferentes magnitudes foram sentidos desde o terremoto de sábado. Especialistas afirmam que devem prosseguir nos próximos dias no país declarado "em estado de exceção".

Nesta terça-feira (19), uma réplica de tremor de 5,5 de magnitude foi registrada na região do norte do litoral do Equador. De acordo com o USGS, o epicentro deste terremoto foi registrado a 4 km da cidade de Muisne e a 15,4 km de profundidade.

O Instituto Geofísico (IG) da Escola Politécnica Nacional informou à Agência Efe que a réplica foi sentida na capital Quito, situada cerca de 160 quilômetros ao leste da área do epicentro do sismo, assim como nas cidades litorâneas de Guayaquil e Manta.

Na capital do país a réplica foi sentida levemente, da mesma forma que em Guayaquil, mas em Manta foi "mais forte", segundo afirmou o IG.

Até o momento, acrescentou, foram registradas 436 réplicas do sismo principal, que ocorreu às 18h58 de sábado (horário local, 20h58 de Brasília), entre as cidades de Pedernales e Cojimíes, na província de Manabí, contígua com Esmeraldas, que também foi castigada pelo tremor.

Pelo menos 480 mortos, 2.560 feridos e 1.700 desaparecidos é o novo balanço do poderoso terremoto que atingiu o país, segundo informou nesta terça Diego Fuentes, vice-ministro do Interior.

Buscas
Perto de completar o prazo decisivo de três dias para encontrar sob os escombros sobreviventes do forte terremoto, bombeiros e equipes de resgate prosseguem nesta terça com os trabalhos para tentar detectar sinais de vida nas ruas devastadas.

Impacientes e cansados, mas ainda com esperança, parentes de desaparecidos acompanham as tarefas de resgate do que o presidente Rafael Correa chamou de "pior tragédia em 67 anos".
Uma enorme rachadura é vista na estrada entre Pedernales e Jama, no Equador, após um terremoto na costa do Pacífico (Foto: Guillermo Granja/Reuters)
Morador abre os braços em frente a um prédio desmoronado após um terremoto atingir a costa do Pacífico em Portoviejo, no Equador (Foto: Henry Romero/Reuters)
Carro esmagado é visto sob destroços de um prédio que desabou devido ao terremoto em Manta, no Equador (Foto: Luis Acosta/AFP)

Via G1

Nenhum comentário