Últimas

ASSOCIAÇÃO HOMOSSEXUAL VAI DENUNCIAR EDUARDO CUNHA À OEA


A ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais) tem apenas uma missão: pressionar o governo brasileiro e órgãos estrangeiros para que façam calar as vozes evangélicas conservadoras que “atrapalham” o avanço da agenda gay. Por isso, a ABGLT está mirando em Cunha neste momento. Em 2011, a ABGLT apresentou ao Ministério Público Federal queixa contra o Pr. Silas Malafaia, pedindo providências contra ele. Em 2007, a ABGLT apresentou a mesma queixa contra Julio Severo. Ambas as reclamações do ativista gay podem ser acessadas neste link: http://bit.ly/1JAkU0R

A
A ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais), que congrega 308 organizações, vai denunciar o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos).

OLHO VIVO

A advogada Ana Raggio, uma das autoras do documento, diz que a entidade apontará mais de 50 iniciativas de Cunha que violam os direitos humanos, como o apoio à proposta de redução da maioridade penal e à mudança na lei que permite o aborto legal, além da criação do Dia do Orgulho Heterossexual. "Vamos pedir o envio de um observador internacional ao Brasil", diz Toni Reis, presidente da ABGLT.

ME AJUDA

O grupo estava na terça (19) no Senado para falar com parlamentares como Romero Jucá (PMDB-RR) e Marta Suplicy (PMDB-SP), que são do mesmo partido de Cunha. Eles estão preocupados com a influência que o deputado e a bancada religiosa da Câmara terão num eventual governo de Michel Temer. "Estamos pedindo que eles ajudem a barrar o avanço de pautas conservadoras", diz Reis.

Nenhum comentário