Últimas

PUTIN AMEAÇA TURQUIA COM ARMAS NUCLEARES TÁTICAS


Moscou adverte Ankara que vai ferozmente resistir a uma invasão da Síria

O premiado jornalista Robert disse , segundo uma fonte próxima a Vladimir Putin, que a Rússia ameaça a Turquia com o uso de armas nucleares táticas se a mesma lançar uma invasão conjunta com a Arábia Saudita na Síria .

Escrevendo para Consortium News, Parry adverte que o risco dos Estados Unidos e seus aliados entrarem em escalada do conflito na Síria para resgatar rebeldes que estão agora à beira da derrota pode provocar a "Terceira Guerra Mundial".

"Se a Turquia (com centenas de milhares de tropas se concentrando perto da fronteira com a Síria) e Arábia Saudita (com sua força aérea sofisticada) acompanharem, através de ameaças e intervir militarmente para salvar seus rebeldes, que inclui a Frente Nusra da Al Qaeda, de uma poderosa ofensiva russa em apoio ao governo sírio, então a Rússia terá de decidir o que fazer para proteger seus 20.000 ou mais militares dentro da Síria", escreve Parry.

"Uma fonte próxima ao presidente russo Vladimir Putin disse que os russos têm alertado o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan de que Moscou está preparado para usar armas nucleares táticas se for necessário para salvar as suas tropas em face de um ataque turco-saudita. A Turquia é membro da OTAN, logo tal conflito pode rapidamente se transformar em um confronto nuclear em grande escala."

De acordo com Parry, embora o presidente Obama tem "procurado acalmar Erdogan e deixou claro que os militares dos EUA não iriam se juntar a invasão", ele tem estado "pouco disposto a proibir categoricamente tal intervenção".


A ameaça de Moscou para repelir uma invasão turca da Síria com armas nucleares segue os comentários do primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev no qual ele alertou para uma nova guerra mundial, se os Estados Unidos e seus aliados enviar tropas terrestres para a Síria.

Turquia e Arábia Saudita têm sinalizado que estão considerando uma invasão por terra na Síria, a fim de ajudar os refugiados e os chamados combatentes "rebeldes moderados" contra o regime de Assad.

Na semana passada, autoridades turcas pediu uma "zona de segurança", a ser estabelecida na Síria para permitir que os refugiados fujam do avanço da Rússia, embora os Estados Unidos argumentassem que esse corredor não poderia ser criado.

A Arábia Saudita está atualmente realizando os maiores jogos de guerra que a região tem visto por um quarto de século. Trovão Northern envolve 150.000 soldados de 20 países e é visto por alguns como um precursor para uma possível invasão da Síria.

No início deste mês, o chanceler saudita, Adel al-Jubeir, disse à CNN que o presidente Bashar al-Assad terá de ser removido "pela força" se o processo político falhar.

Apesar de ter desmentido os oficiais de que o reino possui armas nucleares, o analista político saudita disse a rede árabe da RT na semana passada que os sauditas têm, de fato obtido a bomba nuclear e que os testes serão realizados em breve.


Via: PrisonPlanet.com e UND

Nenhum comentário