Últimas

PREFEITO DECRETA JEJUM PARA 'CLAMAR A DEUS' CONTRA A DENGUE, NO INTERIOR DE GOIÁS

Por meio de decreto prefeito pede que moradores jejuem para afastar a dengue Goiás Goiandira (Foto: Divulgação/Prefeitura de Goiandira)
Se aqueles que se dizem cristãos não clamam, as "pedras" clamarão...

Politicamente muitos vão achar que é loucura, e com certeza criticarão o prefeito por não terem conhecimento bíblico, mas espiritualmente é a única solução para a mudança de uma cidade, e sem dúvidas, da nação...

Assim como em vários relatos bíblicos, o Brasil tem colhido o 'juízo de Deus', como consequência de toda maldade, imoralidade, corrupção, prostituição e idolatria que tem praticado... e diante disto, temos que corresponder à esta disciplina do Eterno para restaurar e transformar o país, e isso se dá através de arrependimento genuíno, abandono de pecados, e conversão sincera à Cristo.
É claro que isso não deve ser imposto às pessoas, porém a atitude de humilhação diante de Deus, é uma ação muito válida no mundo espiritual.
---

O prefeito Erick Marcus dos Reis e Cruz (PTB), do município de Goiandira, no sudeste de Goiás, decretou a segunda-feira (22) como o "Dia de Jejum Municipal" com o intuito de "clamar a Deus" contra a infestação de dengue na cidade. Segundo o documento, a população não pode comer entr 6h e 12h.

Segundo o administrador, líderes religiosos da cidade foram convocados a sugerir aos seus fiéis que participassem do jejum.

“Em muitas situações de guerra descritas na Bíblia, as pessoas conseguiram vencer os conflitos jejuando. Essa prática ajuda a pedir auxílio, buscar fortalecimento espiritual e criar uma ligação direta com Deus para refletir sobre esse problema. Nós estamos enfrentando uma batalha contra a dengue e todas armas são válidas. Ação, oração, fé, tudo é valido”, afirmou o prefeito ao G1.

O pastor evangélico Isaias Vieira de Sousa contou que aderiu ao pedido do prefeito e sugeriu que os fiéis fizessem o mesmo. “No domingo [21], depois do culto, falei sobre o decreto da prefeitura e pedi que as pessoas participassem, orassem pedindo a Deus pelo fim da dengue e refletissem sobre essa situação que a nossa cidade, e até o país inteiro, enfrenta”, afirma.

Ainda conforme a administração do município, já foram registrados cerca de 600 casos de dengue na cidade, o que preocupa a prefeitura e a população. Além do decreto de jejum, nesta terça-feira (23), os agentes de saúde realizaram um mutirão de limpeza de terrenos baldios, ruas e casas da cidade, procurando retirar todos os focos do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti.

Via: G1

Nenhum comentário