Últimas

INACREDITÁVEL: FEMINISTAS SUECAS PEDEM: “NÃO NOS PROTEJAM DE ESTUPRADORES ISLÂMICOS”

inteerkvinna notyourwoman hashtag

No lema “um dia por vez”, a esquerda europeia vai se revelando cada vez mais desonesta e cínica, desumana ao ponto de apavorar até mesmo alguns psicopatas.

Segundo o Barritrad, grupos feministas da Suécia iniciaram uma campanha não contra os imigrantes islâmicos que estupram as mulheres suecas, mas contra os homens suecos que decidam protegê-las.

Grupos feministas criaram a hashtag #inteerkvinna – que pode ser traduzida como “não somos suas mulheres. Como parte da propaganda, ainda tiveram o desplante de lançar o frame: “É de VOCÊ que temos medo”. Quer dizer: o problema é o “patriarcado e a cultura masculina de proteção à mulher”, e não os estupradores islâmicos, que rejeitam a cultura atacada por elas.

Mas na verdade, essas feministas mentem ao distorcer os fatos do mundo. Para um homem, dizer “minha mulher”, é como para uma mulher dizer “meu homem”. Algo plenamente normal. Daí a biologia nos mostra o maior potencial físico masculino, e, portanto, maior capacidade de defender sua mulher de violência física do que uma mulher tem de defender seu homem Obscurantista no nível das eras tribais, o feminismo ignora não apenas a biologia, como toda a ciência.

O pior é que, ao rejeitarem o conhecimento humano sobre as relações animais, as feministas tripudiam sobre várias mulheres que foram estupradas por imigrantes islâmicos na Suécia e as muitas que ainda sofrerão o mesmo destino.

Via: https://www.barritrad.com/swedish-feminists-please-dont-protect-us-get-raped-immigrants/ e http://lucianoayan.com/

Nenhum comentário