Últimas

“PASTOR” É ACUSADO DE MANDAR MATAR “RIVAL” APÓS PERDER FIÉIS

post-feature-image
Pastor é acusado de mandar matar “rival” após perder fiéis

A pastora Marcilene Oliveira Sampaio, 38, foi encontrada morta nesta quarta (20). Vítima de um sequestro na cidade de Vitória da Conquista, Bahia, ela estava acompanhada da prima Ana Cristina Santos Sampaio, 37, e do marido, o pastor Carlos Eduardo de Souza, 50. Seu veículo foi abordado por dois homens em outro carro na estrada de acesso ao município de Barra do Choça.

Presos pela polícia, Fabio de Jesus Santos, 34, admitiu ter espancado Carlos sob ameaça de uma arma de fogo. Marcilene e a prima foram levadas por Adriano Silva dos Santos, 36, que também está preso. Eles estariam a serviço de um homem conhecido como Pastor Edmar.

O pastor Carlos conseguiu fugir, mas as duas mulheres tiveram as cabeças esmagadas por pedras e faleceram no local. A polícia procura agora Edmar, que está foragido.

Marcilene era professora da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e o caso tem ganhado bastante repercussão na Bahia. Especialmente por causa da motivação.

Segundo a Polícia Civil, Edmar foi o mandante do crime. Ele foi identificado tanto pelo marido da vítima, quanto pelos dois suspeitos presos. Seria uma vingança, pois Carlos e Marcilene pertenciam à igreja pastoreada por Edmar.

Uma desavença entre eles ocasionou a divisão da congregação. Como a maioria dos fiéis acompanharem o pastor Carlos Eduardo e sua esposa, Edmar planejou o assassinato.

O delegado Marcus Vinícius, titular da 10ª Coordenadoria de Polícia do Interior disse à imprensa que o plano era matar toda a família e simular um latrocínio (roubo seguido de morte), pois eles estavam perto do sítio das vítimas.

No entanto, o crime foi descoberto pela polícia e só pode ser solucionado por que Carlos, ao perceber que iria ser morto, conseguiu causar um acidente no carro em que estava, fazendo-o colidir com outro que trafegava pela rodovia. Foi quando conseguiu abrir a porta e escapar pelo mato. Em seguida, acionou a polícia. Com informações G1 e Correio 24 Horas

Por: ocorreiodedeus.com.br

Nenhum comentário