Últimas

MACRI, O TERROR DO FORO DE SÃO PAULO ATACA NOVAMENTE E DEMITE 380 MÉDICOS CUBANOS, DIZ SITE


O presidente que marcou fim da era “vermelha” na Argentina tem tomado medidas que tem elevado os nervos dos “companheiros” do Foro de São Paulo.

Depois de defender explicitamente a expulsão da Venezuela de Nicolás Maduro do Mercosul, e iniciar uma faxina geral na Argentina, Macri agora, segundo a teleSUR, TV estatal venezuelana, cassou a licença de 380 médicos cubanos. Claro, a televisão controlada por Maduro deu a notícia a seu modo, fazendo severas críticas à decisão do governo argentino de Macri.
Confira abaixo a matéria na íntegra, em tradução livre, do espanhol (Via: La Iguana TV, 4 de janeiro,2015) – Naturalmente, reproduzida conforme o governo venezuelano bem o entendeu:

O governo do presidente de direita Mauricio Macri continua a tomar medidas que afetam as pessoas, desta vez ele tocou o setor da saúde.

O Ministro da Saúde da Argentina, Jorge Lemus, anunciou na segunda-feira a desqualificação de 380 profissionais médicos, formados pelo programa de bolsa de estudos em Cuba, dizendo que ele não queria mais médicos na ilha, de acordo com o portal web publicada contra interferências .

“Não há mais médicos em Cuba”, disse o chefe da saúde, para expressar que há profissionais suficientes na Argentina para implantar um sistema de saúde em linha e foram devidamente treinados nas universidades da nação.

Vale ressaltar que a medida viola o “artigo 4º do Acordo de Cooperação Protocolo Adicional para a Educação”, assinado em 2007, quando as duas nações assinaram o reconhecimento mútuo e capacitação para praticar os títulos de diploma universitário obtidos em países, de acordo com jornalistas destacados pelo portal web.

Médicos prestam seus serviços nas zonas mais desfavoráveis ​​da Argentina, assim, desta forma o ano vai começar com menor disponibilidade de médicos para a população que mais precisa.

Contexto

Poucos dias depois de assumir a presidência da Argentina, Mauricio Macri fez mudanças radicais sem o consentimento da população. Também falando das principais empresas de comunicação do Estado.

Macri planeja negociar com fundos abutre e do Fundo Monetário Internacional, situação que colocou a Argentina em um déficit financeiro ultrapassado por os Kirchner.

Além disso, o aumento das tarifas de energia elétrica anunciadas pelo Governo, os apagões constantes e a onda de calor agravada em Buenos Aires colaboram para o crescimento do descontentamento da população na Argentina.

O portal La Iguana TV também é da Venezuela e, naturalmente tem fortes influências do governo venezuelano. Ele replicou a matéria originalmente publicada pelo portal estatal venezuelano TeleSUR. Curiosamente esta matéria não está mais disponível no site da TeleSUR.

Via: http://www.revoltabrasil.com.br/

Nenhum comentário