Últimas

MENSAGEM: “CRESCER DÓI”


Naquele dia, temeu Davi ao Senhor, e se perguntou:
"Como trarei a mim a arca de Deus?" (1Cr 13.12)

"Tratar de questões materiais sem considerar padrões espirituais."

Uzá foi destruído por proceder contrariamente às ordens de Deus, na hora do transporte da arca, que representava a presença do próprio Deus.

"As instruções específicas de Deus para o manuseio da arca nos ensina que na adoração como no serviço a Deus devem ser conforme a sua revelação e a sua palavra."

Em dias difíceis fica-se mais sensível ás questões espirituais, e quando vemos Deus agindo, podemos entrar em crise.

Davi passou a temer a arca. Logo pensou em proteger-se, e não levar a arca perto de si.

Não demorou a ver seu erro.

O Poder de Deus está a nossa disposição para nossa bênção, não para maldição.

Davi conheceu as regras em como transportar a arca de Deus.

Ela era intocável...

Uzá quis ser o salvador da arca, tentando dar um jeitinho e se enganou. Quando ela é que representava a salvação para ele e seu povo, símbolo de que Deus cumpria suas promessas para seu povo, Israel.

Como um exemplo para entendermos melhor, a criança pode sentir dor nas pernas quando cresce, daí o ditado:

"CRESCER DÓI."

Isso também vale para a vida espiritual.

Essa dor é sinal das lições que Deus nos ensina para vivermos mais perto Dele. O que podemos entender da história de Davi, Uzá e a arca é que há um princípio aplicável a todos nós.

"O homem é o que Deus for para ele".

"O CARÁTER DO HOMEM ESTÁ SEMPRE NA PROPORÇÃO DO CONHECIMENTO, DO CONTATO, DO AMOR, DO TEMOR DA INTIMIDADE, DA SANTIDADE QUE TEM COM RELAÇÃO A DEUS.

OS MALES QUE A HUMANIDADE COMETE HOJE VÊM DO FATO QUE DEUS NADA REPRESENTA PARA OS HOMENS.

Temos que rever nossa conduta diante de Deus, e a partir de hoje veja Deus como Assim Ele o é .. O Senhor da sua vida, e você verá uma grande mudança na sua vida e caráter.
1 Crônicas 13.1-14

Vera Verona Goes
Pastora e missionária há quase 40 anos, Cursou Administração e se formou em Teologia, onde foi professora. Atualmente tem trabalhado com o ministério de adoração, cura, libertação espiritual e pastoreado, atendendo a milhares de pessoas pelo Brasil.

Nenhum comentário